Na cidade

A Fonte dos Anjinhos regressou finalmente ao Rossio (e até deita água)

Depois de quase meio ano em recuperação, está terminada a obra que custou cerca de 12.500 euros à Câmara de Lisboa
Fotografia da autarquia

Da próxima vez que passar pelo Rossio vai poder ver algo que não existia desde outubro do ano passado: a Fonte dos Anjinhos. Esta peça tão característica de Lisboa foi retirada para restauro e devolvida ao seu lugar na passada terça-feira, 30 de março.

“A fonte/bebedouro está na Praça Dom Pedro IV desde a segunda metade do século XIX . De origem francesa e com características semelhantes à ‘Fontaine Wallace’, foi produzida pela Fundição A Durenne/Sommevoire”, conta a Câmara Municipal de Lisboa através da sua página no Facebook.

Devido à necessidade de levar a fonte para ser reparada na oficina, a obra que durou cerca de meio ano acabou por ficar mais cara do que o normal, rondando os 12.500 euros. “Com os próximos não há essa necessidade, podem ser restaurados in loco”, revelou a arquiteta dos Espaços Verdes da autarquia, Anabela Leal da Silva, à “Time Out”.

Este foi o primeiro bebedouro antigo a ser restaurado. O próximo será o do Bairro da Palma, em Carnide, que já estará a ser intervencionado. Seguem-se as peças do Largo do Mastro (Campo dos Mártires da Pátria) e das Laranjeiras.

Terminados os trabalhos de restauro, a Fonte dos Anjinhos está de volta ao Rossio. A instalação decorre durante o dia de…

Posted by Câmara Municipal de Lisboa on Tuesday, March 30, 2021

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT