Na cidade

A praia secreta da Comporta é um paraíso para quem prefere evitar os turistas

É um dos segredos mais bem guardados da costa alentejana — poucos conhecem o trilho para lá chegar.
Está deserta quase todos os dias.

Vendedores de bolas de Berlim, miúdos a correrem e a atirarem areia em todas as direções e níveis de barulho no limite do suportável. São algumas das coisas menos agradáveis de uma ida à praia, mas que podem ser evitadas. Só precisa de estar disposto a investir um pouco mais que o habitual para conquistar um areal deserto.

Tróia, Comporta, Carvalhal ou Aberta Nova. Não há dúvidas de que há praias incríveis no concelho de Grândola, mas é bem provável que as encontre sempre preenchidas por toalhas e filas de carros que podem estender-se por quilómetros durante os fins de semana de agosto e setembro. E se lhe disséssemos que há uma praia na Comporta onde o único som que se ouve são as ondas a bater na areia?

Sem as gritarias dos miúdos, as músicas aos altos berros dos adolescentes e as conversas sobre a próxima contratação do Benfica daqueles que já só pensam no regresso do campeonato. Parece uma utopia, mas é bem real.

Enquanto uns seguem caminho até às áreas balneares mais concorridas, alguns dos pescadores que moram por ali seguem um trilho secreto para chegar à praia mais deserta da região. É um dos segredos mais bem guardados entre os moradores da zona que, compreensivelmente, evitam falar sobre o assunto.

Não espere um caminho fácil ou um passadiço que o leve diretamente ao areal. É como tudo na vida: as melhores coisas são as mais difíceis de conquistar. Para chegar a esta praia deserta vai precisar de um jipe com tração 4×4 para atravessar os trilhos de areia solta. 

O mapa é o seguinte: segue pela estrada nacional 261 que atravessa a Comporta e o Carvalhal em direção a Melides. Poucos quilómetros depois de passar prisão do Pinheiro da Cruz, vai encontrar uma saída à direita que dá acesso à Herdade do Pinheirinho. Segue por essa estrada até passar o portão imponente que daria para o resort de luxo que Ricardo Salgado pretendia construir naquela zona. 

A praia deserta na Comporta.

Após alguns minutos de curvas, vai encontrar uma zona descampada com carros parados. É ali que alguns turistas e moradores estacionam para atravessar o mato a pé até à Praia do Pinheirinho. Esta também pode ser uma boa opção para fugir à confusão dos fins de semana, se não tiver o tal jipe, mas não é aqui que fica a praia secreta.

No descampado, vai ver um pequeno caminho de areia do lado esquerdo de quem está de frente para o mar. Ligue a tração do jipe e avance por aí. O trilho não é complicado, mas ainda tem pela frente alguns quilómetros com areia solta, onde é frequente ver alguns carros atolados. Confie em nós: o esforço vale a pena.

Caso sobreviva à viagem, chegará a uma zona com vista para um desfiladeiro lindíssimo, que poderia ter sido cenário de um dos filmes de Indiana Jones. Pode estacionar e descer por entre as paredes de areia até à praia, que não tem quaisquer vestígios de lixo ou poluição — nem pessoas.

De seguida, carregue na galeria para conhecer as melhores praias nacionais, sem ordem e talvez com algumas surpresas, segundo a “The Lonely Planet”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT