Na cidade

A Rua é Sua (e sem carros) está de volta: um mês inteiro na Penha de França

Aos sábados e domingos de setembro a rua vai fechar para receber comida, desporto, jogos da macaca para miúdos e muito mais.
Desta vez é na Penha.

Um pouco por todo o mundo, a pandemia e o confinamento vieram reforçar a ideia de que afinal, para melhorar o ambiente nem são precisas medidas absolutamente drásticas. Pequenos gestos do dia a dia, uso de energias renováveis, uso de meios de mobilidade mais amigos do ambiente já fazem diferenças reais nas cidades e no planeta, já ajudam a baixar os níveis de poluição.

Começaram, por isso, a multiplicar-se as iniciativas que apostam em cidades, ou zonas das cidades, sem carros: com espaços pedonais, para usufruto dos cidadãos, aproveitamento o comércio e rua e, claro, permitindo melhorias no ambiente. O regresso a um passado com menos carros, onde estar e brincar nas ruas era seguro, era já aliás um movimento defendido por especialistas de diversas áreas; e em Lisboa, como noutras metrópoles, este projeto estava na verdade em andamento sobretudo desde maio de 2019, quando a Câmara lançou a sua própria versão.

Trata-se de A Rua É Sua, projeto que tem como objetivo devolver o espaço público às pessoas e proporcionar mais espaço para os cidadãos circularem a pé, de bicicleta ou de trotinete. O conceito estreou integrado nas políticas de mobilidade em curso na cidade — outras incluem, por exemplo, a criação das famosas ruas de cores, temporariamente pedonais até que possam vir a se-lo em definitivo.

Em relação aos fechos pontuais ao fim de semana, em 2019 estes acontecerem sobretudo na Avenida da Liberdade, onde a rua era sua todos os últimos domingos de cada mês. Na maior parte de 2020, com a pandemia, houve pouco espaço para esta iniciativa mas agora a Rua é Sua está de volta, desta feita à Penha de França, por iniciativa da junta local e com todos os fins de semana fechados ao trânsito e abertos as atividades ao ar livre.

Aproveitar o bom tempo para almoçar e lanchar na rua, aprender mais sobre o ambiente e a sustentabilidade, fazer compras conscientes e responsáveis, trazer as crianças para brincar em segurança sem se preocuparem com os carros é a promessa para todos os sábados e domingos de setembro na Rua da Penha de França, em frente ao Mercado de Sapadores.

Em cada fim de semana há a proposta de uma atividade diferente, à exceção das crianças, a quem são dedicados os três últimos domingos do mês.

Com muitos parceiros, como a Câmara Municipal de Lisboa, a Lisboa Capital Verde, a Associação Portuguesa para a Segurança Infantil (APSI), a Polícia de Segurança Pública, o Oceanário de Lisboa, o Livre Para, a eCooltra, a Bolt, a Confederação Portuguesa do Yoga, as associações Par-Respostas Sociais, Frame Coletivo e Regador, entre outras, esta iniciativa promovida pela Junta de Freguesia da Penha de França está inserida no A Rua é Sua, convidando os cidadãos a ocuparem o espaço público habitualmente utilizado pelos carros.

Para garantir a segurança de todos os que a ela aderirem, haverá lotação limitada, controlo de entradas e saídas, e a obrigatoriedade de utilização de máscara e desinfeção das mãos.

A entrada no recinto e a participação nas atividades propostas é gratuita (à exceção do Mercadinho Gastronómico e da compra de produtos na Feira dos Sentidos).

Em setembro a Rua é Sua. 👣Todos os fins-de-semana do próximo mês, a rua da Penha de França em frente ao Mercado de…

Publicado por Junta de Freguesia da Penha de França em Terça-feira, 1 de setembro de 2020

O programa já é conhecido: no primeiro fim de semana, de 5 e 6 de setembro, conte com Mercadinho Gastronómico das 10 às 19 horas, um espaço de streetfood onde a comida tradicional, mexicana, hot dogs, churrasco e vegetariana se misturam e os bolos, gelados, bebidas e outras surpresas também têm lugar.

A 12 de setembro há Feira Sentidos no mesmo horário, um dia promovido pelo LIVRE PARA e dedicado às temáticas ambientais e sustentáveis, que contará com debates, oficinas com transmissão online e bancas de marcas que promovem o consumo consciente e responsável. Eunice Maia, da Maria Granel, e a jornalista Catarina Canelas, são as embaixadoras, e na feira estarão a Lisboa Capital Verde, os ritmos afticanos da Sankofa Black Gold, a Zero Waste Lab, a Youth Climate Leaders, os cosméticos naturais da Zahy e os ténis com plástico retirado do mar da Skizoo, entre muitos outros.

A 13 de setembro, há a Playstreet entre as 11 e 13 e as 14 e 18 horas. O desafio é brincar na rua, em segurança. à macaca, ao rei manda, às escondidas, com caricas, com berlindes ou com o elástico, ou outras brincadeiras que as crianças desenvolvam. A atividade é do projeto Brincapé, da Associação Portuguesa para a Segurança Infantil (APSI) e parceiros.

A 19 de setembro, assinala-se o Dia do Planeta entre as 10 e as 19 horas. O planeta agradece que os veículos com motor deem lugar à mobilidade sustentável, por isso as scooters da eCooltra, as trotinetes da Bolt, ou os carrinhos a pedal da Trycycle estão disponíveis para ser experimentados. A Polícia de Segurança Pública e o Oceanário de Lisboa, vêm fazer sensibilização, as aulas de ioga pela Confederação Portuguesa do Yoga proporcionam bem-estar, entre outras atividades a decorrer.

No dia 20 de setembro volta a Playstreet e a 26 de setembro é Dia do Vizinho: a Associação Par-Respostas Sociais celebra o seu aniversário a promover a cidadania e participação. Haverá ainda um workshop de compostagem pela CML, um protótipo de mobiliário coberto de relva da associação Frame Coletivo, e a construção de um jardim vertical no Mercado de Sapadores dinamizada pela Associação Regador. 

Finalmente, no dia 27 há mais regresso às brincadeiras de rua e do passado, com a Playstreet. A NIT já passou um dia na Avenida da Liberdade sem carros, pode ler a reportagem e saber mais sobre o conceito e o que pode normalmente encontrar nestes dias.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT