Na cidade

Adeus mergulhos. As piscinas municipais de Viseu já não têm data para reabrir

É uma das medidas para combater a seca no concelho. Após obras de manutenção, o equipamento ia receber banhistas a 1 de setembro.
É para combater a seca.

Já não são as primeiras e certamente não serão as últimas. Depois do encerramento das piscinas municipais públicas no Algarve, a autarquia de Viseu decidiu seguir o exemplo já a partir de 1 de setembro, quinta-feira. O objetivo é combater a escassez de água em todo o País e especialmente no concelho.

As Piscinas Municipais de Viseu, que se encontram atualmente encerradas para manutenção vão manter-se de portas fechadas por tempo indeterminado. Esta não é, no entanto, a única medida de combate à seca decretada pelo executivo municipal.

 “Também a partir do dia 1 de setembro, será antecipado o término do desconto de 20 por cento nos consumos domésticos relativos à água e saneamento, que até agora estavam a ser aplicados aos clientes da Águas de Viseu inseridos nos três primeiros escalões, como medida de apoio no âmbito da pandemia Covid-19”, informou a autarquia, citada pelo “Observador”.

As fontes ornamentais existentes em vários pontos da cidade já foram desligadas, de modo a “incrementar a poupança da água da rede pública, ainda que o funcionamento destas recorra a um sistema de abastecimento intermitente e não contínuo”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT