Na cidade

Adeus, poluição: a smart é a primeira marca a tornar a sua frota 100% elétrica

A insígnia criou ainda uma plataforma digital com o objetivo de apoiar projetos sustentáveis — e pode inscrever o seu.
Só vão existir carros elétricos na cidade.

Apesar de haver cada vez mais portugueses fãs de veículos elétricos, ainda há quem não confie a cem porcento nas suas capacidades. No entanto, comprar um carro elétrico já não significa ter um simples e limitado meio de transporte.

Tal como acontece com os tradicionais modelos a gasolina ou gasóleo, quando compramos um elétrico, já podemos contar com um carro com muito estilo e adaptado às preferências de cada um. Além disso, não nos podemos esquecer da sua importância para a redução da pegada de carbono e, consequentemente, melhoria da sustentabilidade ambiental.

Quer isto dizer que já não é só uma questão de ser cool ou estar na moda. Este tipo de veículos são mesmo mais ecológicos, mais práticos e há cada vez mais modelos disponíveis. Uma das grandes novidades do ano é que a smart decidiu ser a primeira marca a dizer adeus aos motores de combustão e tornar-se cem porcento elétrica. É verdade.

A partir de agora, a marca alemã só vai produzir carros citadinos totalmente elétricos. A grande alteração foca-se na atualização dos já conhecidos smart EQ fortwo (coupé e cabrio) e smart EQ forfour. Os dois (e únicos) modelos foram totalmente redesenhados — tendo como base a sustentabilidade do ambiente. Isto facilitou, claro, a colocação do motor, das baterias e de todos os restantes componentes associados.

Para impulsionar os novos citadinos, a smart utiliza baterias de iões de lítio com 17,5 kWh de capacidade, o que permite percorrer cerca de 159 quilómetros, apenas com um carregamento. Quer isto dizer que é a opção perfeita para quem vive numa cidade e faz, geralmente, um percurso curto de casa até ao trabalho. Além de conseguir fazer várias viagens com um único carregamento, vai poder estacionar sem dificuldade em qualquer lugar. Melhor é impossível.

Para acompanhar a campanha “All electric, now!” em Portugal, a smart está ainda a apoiar vários projetos sustentáveis criados por portugueses, que mobilizem a cidade em áreas como a moda, a gastronomia, a arte e a inovação.

Todos têm de ter uma coisa em comum: ser amigos do ambiente. Se também quiser inscrever o seu projeto, basta preencher todos os dados do formulário que está no site da marca de carros. Tem até ao final deste ano, 2020, para o fazer. A smart Portugal vai então aproveitar as suas redes sociais para dar visibilidade aos vários projetos escolhidos.

Até agora, a smart já está a dar voz a projetos como a Wayz, uma marca de sapatilhas feitas a partir de material reciclado; a Näz, uma marca de roupa sustentável com peças produzidas em fábricas locais do País e feitas a partir de produtos reciclados; a Jinja, com artigos de artesanato feitos à mão e que passam por um processo criativo de eco-design; a FairMeals, uma app que pretende acabar com o desperdício alimentar; ou a Bisarro, o projeto quer dar um toque moderno à olaria negra da aldeia.

Este artigo foi escrito em parceria com a smart Portugal.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT