Na cidade

Ainda não sabe em que partido votar? Nova plataforma Elege pode ajudá-lo a decidir

Quatro amigos decidiram criar um site que promete revolucionar como os portugueses reagem aos programas eleitorais.
Será mais fácil decidir.

A menos de um mês das eleições legislativas, marcadas para dia 10 de março, e com os debates entre candidatos a serem o tema do dia, a discussão está bem acesa. Já são conhecidos os programas eleitorais de cada um dos partidos e coligações, com as propostas que vão melhorar o País em vários setores, e está na altura de começar a pensar em quem votar.

A escolha nem sempre é fácil, já que os documentos são extensos e, por vezes, podem ser confusos — mas nasceu uma nova plataforma que o pode ajudar a decidir. Chama-se Elege, foi lançada na sexta-feira, 9 de fevereiro, e promete revolucionar a forma como os portugueses interagem com os programas eleitorais. 

Num só espaço, consegue agora ter acesso às propostas de cada partido sobre uma questão específica, seja a habitação ou a saúde. O resumo é gerado por Inteligência Artificial e baseia-se nos primeiros resultados da pesquisa.

A iniciativa partiu de um grupo de quatro amigos “dedicados a melhorar o acesso à informação eleitoral e a combater a abstenção”. A plataforma em si foi desenvolvida pelo engenheiro informático André Duarte, que também criou recentemente o Apura, uma pesquisa inteligente de jurisprudência nacional.

“Sentimos que os programas eleitorais acabam por ser muito extensos e as pessoas acabam por ler apenas sobre o partido que já gostam”, confessa à NiT o fundador. Com a nova plataforma, a pesquisa torna-se muito mais fácil e intuitiva. 

“O Elege permite fazer pesquisas das diferentes propostas de uma forma mais simples, basta colocar um termo que surgem vários resultados, da forma mais equitativa possível”, explica.

Esta metodologia interativa permite aos utilizadores colocarem questões específicas e receberem respostas detalhadas, com resumos concisos e excertos relevantes de cada partido. A plataforma assegura informações atualizadas, incorporando os mais recentes programas eleitorais.

“Já temos todos os que estão disponíveis. Dos partidos com assento parlamentar só falta o PAN, que ainda não divulgou o programa”, adianta o fundador. A utilização é gratuita e de fácil acesso.

Basta colocar, por exemplo, o termo “saúde” e fica a conhecer o que cada partido defende. O Livre propõe “humanizar os cuidados de saúde e ouvir profissionais e utentes para fortalecer o SNS”. 

A Iniciativa Liberal, por sua vez, visa “garantir médico de família para todos e associar a diversificação de cuidados a um financiamento baseado nos resultados em saúde”. Já o Bloco de Esquerda pretende “reconstruir o SNS, descentralizando cuidados de saúde e alargando zonas carenciadas”.

Os utilizadores podem pesquisar qualquer tópico, desde habitação, emigração, economia ou justiça. É importante salientar, no entanto, que os resultados apresentam apenas uma pequena parte dos programas eleitorais, que também ser consultados na íntegra na plataforma.

Além de estimular o envolvimento político, a nova funcionalidade encoraja uma participação mais informada e consciente no processo democrático. Afinal, a informação é “essencial para sustentar uma democracia sólida e ativa”.

O Elege é uma iniciativa independente, comprometida com a neutralidade e desenhada para ser um recurso valioso para eleitores de todas as idades e backgrounds.

Os debates entre os candidatos às eleições legislativas arrancaram a 5 de fevereiro e vão continuar até 23 de fevereiro. A discussão tem a duração de 30 minutos, com cada um a dispor de cerca de 13 minutos para intervir. Leia também este artigo da NiT para recordar as datas e os canais onde vão passar os principais debates.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT