Na cidade

Airbnb perdeu 5,5 milhões em Lisboa e no Porto — só no mês de março

De acordo com os primeiros dados, as perdas são fortes e abril será pior.
O turismo teve um enorme impacto.

Não há setores da sociedade e economia que não estejam a ser afetados, direta ou indiretamente, pela pandemia do novo coronavírus, mas o turismo é dos que levou o maior embate. Só no alojamento local as perdas são enormes, como demonstram os primeiros dados referentes ao mês de março.

Segundo o “Eco“, que cita a edição condicionada do “Público”, no mês que passou, Lisboa perdeu 29% da faturação em Airnbnb face ao mesmo mês do ano anterior; e o Porto perdeu 15%. Em valores, tratam-se respetivamente de perdas de 4,7 milhões de euros e 800 mil euros, num total de 5,5 milhões.

Abril parece, pelas primeiras informações da Airdna, empresa de análise de dados para o mercado mundial de arrendamento turístico em plataformas online, que irá ser um mês pior em termos de faturação.

No final de março. o CEO da Airbnb, Brian Chesky, anunciou um pacote de iniciativas delineadas para dar apoio aos anfitriões na crise da Covid-19. A plataforma vai pagar 250 milhões de dólares, ou cerca de 230 milhões de euros, aos anfitriões para ajudar a cobrir o custo dos cancelamentos durante a pandemia.

Além disso, a Airbnb está a criar um Fundo de Ajuda para Superhosts no valor de 9,15 milhões de euros, que foi feito com dinheiro dos três cofundadores da plataforma e seus colaboradores.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT