Na cidade

Almodôvar vai ter um hotel e um safari com animais da savana de África

O zoo terá girafas, leões, tigres, linces-ibéricos, chitas, entre outros animais. Conheça este super projeto no Alentejo.
Vai ser transportado para África.

Em 2018, após uma reunião com a Câmara Municipal de Almodôvar, tornou-se público o desejo que a empresa angolana Africa Land: Turismo e Natureza, gerida por Paulo Catalo, tinha em inaugurar um parque zoológico e um enorme hotel no município. Três anos depois, o sonho começa a passar do papel para a realidade, graças a um investimento de dois milhões de euros.

A 23 de dezembro foi disponibilizada a consulta pública deste novo projeto, que pode ser vista até 3 de fevereiro, adiantando a vontade da empresa em “recriar o ambiente dos Safari que se realizam em África, contemplando um conjunto de exemplares de animais típicos da savana africana, felinos e herbívoros (21 exemplares de carnívoros e 65 exemplares de herbívoros), que servem como referencial da conservação da vida animal aliada às vertentes de educação e investigação.”

Com esta abertura pode-se começar a questionar a segurança dos animais que ali estarão, mas a Africa Land antecipa-se a esta preocupação: “O espaço foi concebido e dimensionado tendo em conta o bem-estar dos animais, no sentido de lhes serem proporcionadas as melhores condições, tão próximas quanto possível dos seus ecossistemas naturais.”

O Africa Safari Park — Almodôvar vai nascer na propriedade da Herdade da Camacha, localizada a cerca de sete quilómetros da vila de Almodôvar.

Segundo os planos da empresa, o novo safari assentará em três pilares cruciais: conservação, para chamar a atenção da sociedade para as questões da sustentabilidade e proteção da biodiversidade; educação, onde visam desenvolver um  projeto de formação e divulgação dos temas relacionados com a sobrevivência das espécies que lá estarão presentes e investigação, graças à criação de um espaço onde este pilar terá um papel de extrema relevância na procura de soluções para os problemas e ameaças crescentes a estes ecossistemas, a sua diversidade e riqueza.

Nos primórdios do projeto, os felinos ficariam localizados na zona norte, mas à medida que o tempo foi passando, acharam que era melhor passá-los para a área sul do recinto, após um parecer do Instituto da Conservação da Natureza e Departamento de Conservação da Natureza e Florestas do Alentejo. O projeto passou, ainda, a incluir uma faixa de proteção à ribeira de Oeiras, vedada à circulação de animais, e foram delimitadas áreas vedadas para a circulação dos animais para proteção de núcleos relevantes de regeneração de azinheiras.

Vista 3D dos edifícios de apoio e aérea técnica com a área hoteleira em segundo plano.

Com uma área total de 147,67 hectares, o Africa Safari Park — Almodôvar estará dividido em três zonas diferentes. A primeira é a portaria, constituída pela entrada principal do empreendimento, uma área de estacionamento principal, um abrigo de veículos transfer, a área reservada aos contentores para deposição de resíduos sólidos urbanos e um portão de acesso à via de serviço/via de segurança do parque.

O Africa Safari Lodge, o estabelecimento hoteleiro de cinco estrelas, é descrito como sendo a zona dois, e inclui um edifício central e 32 unidades de alojamento com 72 camas e capacidade para 108 hóspedes. Além disso, quem lá pernoitar poderá desfrutar de um spa, piscina exterior, restaurante, bar e uma sala para eventos e conferências. A visita ao safari funcionará mediante uma reserva prévia, dando-se prioridade a todos os visitantes que ficarem alojados no hotel.

Já o tão aguardado zoo, que se estende por 141 hectares, terá as áreas de herbívoros e de carnívoros, edifícios de apoio, área técnica, quarentena e centro de interpretação. Ao vermos o documento é possível verificarmos alguns animais que farão parte da savana, caso tudo corra conforme planeado: elands, palancas, oryxs, kudos, hartebeests, leões, girafas, linces-ibéricos, caracais, chitas, tigres, zebras, entre vários outros.

As visitas ao parque serão feitas em veículos todo-terreno, que terão capacidade para nove ou 12 passageiros. Ainda não há data de abertura, mas a empresa responsável já estima que, diariamente, terão aproximadamente 200 visitas (cerca de 5160 por mês e 54810 por ano). Este novo espaço planeia criar 18 postos de emprego permanentes em Almodôvar. O hotel deverá empregar outros 40 funcionários. Totalizará quatro por cento dos empregos na freguesia de Almodôvar.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT