Na cidade

Aqui estão as primeiras imagens da nova Praça de Espanha

O Parque Gonçalo Ribeiro Telles foi inaugurado em Lisboa este domingo, 13 de junho, mas há ainda muito por fazer.
É o novo pulmão da cidade

Estava prometida como uma das grandes revoluções no cenário lisboeta, uma transformação radical da movimentada Praça de Espanha num enorme espaço verde para usufruto dos lisboetas. Ao fim de um ano e meio de obras, o Parque Gonçalo Ribeiro Telles foi finalmente inaugurado este domingo, 13 de junho.

Apesar da cerimónia oficial, na qual esteve presente o presidente da Câmara Fernando Medina, as obras ainda decorrem e o projeto está longe de concluído. A autarquia tinha prometido, por exemplo, um curso de água, mas ela ainda não corre na estrutura desenhada para o efeito, apesar de estar visível o local onde irá fluir.

Certo é que parte do jardim já abriu e até recebeu os primeiros visitantes. “[O jardim] surge onde antes tínhamos um espaço inacessível, dominado pela circulação automóvel”, explicou Medina na apresentação feita em Dia de Santo António.

Apesar dos sucessivos atrasos na obra, que contemplava uma inauguração ainda em 2020, o projeto continua a avançar para cumprir todas as promessas feitas. O grande objetivo é transformar esta zona da cidade num parque verde com mais de seis hectares, maior por exemplo do que o Jardim da Estrela. Terá também mais de mil árvores, zonas de lazer, caminhos pedonais, parques infantis, ciclovia e estações de bike sharing.

Este novo jardim faz ainda a ligação entre o Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian e o Corredor Verde de Monsanto.

“Este parque traduz todos os exemplos que Gonçalo Ribeiro Telles ao longo de décadas nos ensinou de como devia e podia ser uma cidade. Uma zona com menos área para a circulação automóvel”, sublinha Fernando Medina.

Carregue na galeria para ver então as imagens do novo jardim da cidade.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT