Na cidade

Madeira também vai ter calor acima da média com noites quentes e tropicais

O IPMA emitiu mesmo um aviso amarelo para o arquipélago. Em todo o País, as temperaturas vão continuar a subir.
O fim de semana promete ser quente.

Portugal espera uma semana muito quente: nos próximos dias, as temperaturas vão continuar subir progressivamente,e enquanto este sábado, 23 de maio, já há máximas de 31 graus previstas para distritos como Castelo Branco e Portalegre, a situação deverá generalizar-se a todo o território, com valores acima da média.

No entanto, também a Madeira estará sob a influência desta corrente de leste e até será afetada em primeiro lugar. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou o arquipélago em aviso amarelo durante este sábado e o domingo, alertando os cidadãos para a previsão de tempo quente, com temperaturas acima do habitual.

Em várias regiões da ilha, há máximas esperadas de 31 graus e também as noites devem ser quentes ou tropicais, com valores acima dos 20 graus mesmo na hora mais fria.

Sabendo das elevadas temperaturas esperadas para a generalidade do País, na sexta-feira a Direção-Geral da Saúde publicou no site oficial as medidas que os cidadãos devem adotar para se protegerem das máximas superiores a 30 graus.

Quer isto dizer que é recomendado o aumento da ingestão de água ou sumos de fruta natural sem açúcar. Além disso, as pessoas devem evitar o consumo de bebidas alcoólicas, bem como procurar ambientes frescos e arejados ou climatizados.

Entre as 11 e as 17 horas não deve haver exposição ao sol e o protetor protetor solar com fator igual ou superior a 30 é imprescindível. Este deve ser aplicado de duas em duas horas e após os banhos na praia ou piscina.

É ainda aconselhado o uso de “roupa solta, opaca e que cubra a maior parte do corpo”, chapéu de abas largas, óculos de sol e a evitar atividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente, desportivas e de lazer ao ar livre.

As recomendações são para todos, contudo, há grupos que prioritários como crianças, idosos, doentes crónicos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida, trabalhadores com atividade no exterior, praticantes de atividade física e pessoas isoladas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT