Na cidade

Autocarros de Lisboa circularam completamente lotados por causa da greve do Metro

Sendo esta uma das poucas formas de transporte, a Carris já esperava que acontecesse, reforçando as suas carreiras.
A greve do Metro fez com que os autocarros enchessem.

A greve do Metro de Lisboa na manhã desta quinta-feira não afetou só este meio de transporte. Com as opções limitadas, as pessoas correram para os autocarros, como forma de se deslocarem.

A greve, que durou até cerca das 10 horas, obrigou a Carris a fazer o reforço das suas carreiras mais utilizadas, tal como a 736, que tem como destino o Cais do Sodré. No entanto, este aumento do número de autocarros não se provou totalmente útil. Segundo o “Público“, muitos destes encontravam-se durante a manhã totalmente sobrelotados, mesmo com os casos de Covid-19 na região tão elevados nos últimos dias.

Tal como a greve do Metro de Lisboa de 24 de maio, também esta foi causada pelas exigências pedidas pelos trabalhadores do serviço que não estão a ser cumpridas: a valorização dos salários, as progressões nas carreiras e o preenchimento imediato do quadro operacional. O início da circulação dos comboios estava prevista para as 10h15.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT