Na cidade

Navio bem preservado do século XVII foi encontrado em obras na Avenida 24 de Julho

O potencial científico do achado "é muito elevado”, referem os primeiros relatórios.
Imagem da ERA Arqueologia.

Um navio antigo do século XVII, bem preservado e com uma grande importância histórica, foi encontrado na zona ribeirinha de Lisboa, na antiga praia da Boavista. Os vestígios foram revelados por uma equipa de arqueólogos num contexto de obras, confirmou à agência Lusa a Direcção-Geral do Património Cultural.

Segundo a Lusa, citada pelo “Público“, os vestígios arqueológicos foram identificados numa obra na Avenida 24 de Julho, em Lisboa. Já foram analisados e correspondem a uma embarcação com cerca de 27 metros de comprimento, “datada dos finais do século XVII/inícios do XVIII, preparada para a navegação atlântica, e que se encontra muito bem preservada”.

“Comparativamente a outras embarcações encontradas na [zona] envolvente, sob o edifício da sede corporativa da EDP, esta [embarcação] destaca-se pela dimensão dos elementos preservados, como o comprimento máximo entre as partes do casco mais salientes à proa e à popa”, acrescenta a resposta da Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC), enviada à agência Lusa, na sequência da verificação de investigações arqueológicas.

A embarcação, encontrada por uma equipa da ERA Arqueologia, conserva vários elementos, entre os quais a quilha, o arranque da proa a sobrequilha, que inclui a carlinga, escoas e tábuas dos forros interior e exterior. Um relatório técnico, ao qual a Lusa teve acesso, confirma que o estado de conservação “é particularmente bom”, não havendo casos em melhor condição no território nacional.

O documento salienta ainda que “o potencial científico [do achado] é muito elevado”, dada a pouca documentação técnica existente sobre a construção naval na segunda metade do século XVII, em Portugal.

As escavações arqueológicas desenvolvem-se na zona entre a rua D. Luís I, o boqueirão dos Ferreiros e a avenida 24 de Julho, onde se irão construir novos edifícios destinados a um hotel e a apartamentos.

Posted by ERA Arqueologia on Wednesday, January 20, 2021

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT