Na cidade

Batalha de rap, jardins abertos e outras planos grátis para fazer este fim de semana

Lisboa oferece uma série de atividades gratuitas para todos os gostos, desde exposições, concertos e festivais que mostram lugares secretos da cidade.
Há muitas atividades.

O bom tempo (e os dias de folga) convidam sempre a passeios ao ar livre e a fazer atividades diferentes em família. Como já é habitual, Lisboa oferece uma série de sugestões gratuitas e diversificadas para animar os fins de semana, desde exposições, concertos, festivais e até mesmo batalhas de rap.

O rapper Valete juntou-se à Junta de Freguesia de Benfica para uma Batalha Académica com oito rappers que vai acontecer no Auditório Carlos Paredes. Ao contrário das batalhas convencionais, com um tom habitualmente mais agressivo, neste evento o foco será a troca de argumentos sobre a migração.

O rei do improviso, NTS, de nome real Fábio Ribeiro, é o responsável pelas apresentações, e a disputa estará entregue aos rappers JW, SP Rocha, Edi Ventura, ao venezuelano Alzo, Mary M e outros. Este torneio de rimas terá quartos de final, meias finais e uma final, onde o vencedor receberá um prémio monetário.

Neste fim de semana arranca também mais dois dias do festival Jardins Abertos, que desvenda os jardins mais bonitos e secretos de Lisboa. No sábado, por exemplo, terá a oportunidade de conhecer os Jardins do Palácio Fronteira, com um universo de pormenores intrincados, inscritos nos azulejos e estatuária, que merece ser observado e descoberto.

Além dos jardins, o mês de maio marca também o regresso da Open House Lisboa, o evento que permite conhecer vários espaços da capital, dos privados aos públicos, contemporâneos ou históricos. O tema deste ano são “as arquiteturas provocadas pelas transições da cidade”. 

O objetivo é ajudar “a compreender a complexidade das mudanças em curso, explorando as continuidades e as ruturas que misturam formas, materiais, métodos, funções e vivências.”. São 48 estreias, num total de 74 espaços — muitos deles privados no resto do ano — que podem ser visitados neste fim de semana. 

Depois da inauguração do Passeio Pedonal Eunice Muñoz esta segunda-feira, 6 de maio, a Câmara de Lisboa prepara-se para homenagear este sábado, 11 de maio, mais sete mulheres com placas de ruas em Braço de Prata, na freguesia de Marvila. As sete homenageados são a bailarina e coreógrafa Águeda Sena, a fadista Celeste Rodrigues,, a atriz Fernanda Montemor, a pianista e ativista antirracista Georgina Ribas, a cantora Madalena Iglésias, a missionária religiosa Teresa de Calcutá e a fadista Teresa Tarouca. A cerimónia de atribuição dos topónimos vai realizar-se às 16 horas e incluirá um momento musical com a fadista Lina, que canta a poesia de Luís Vaz de Camões.

Confira abaixo as sugestões gratuitas da NiT para fazer este fim de semana em Lisboa. 

Sábado, 11 de maio

Exposição “Caminhos de Retorno”

A exposição “Caminhos de Retorno”, no Coletivo Amarelo, é um espelho da chegada de Manoel Quitério a Lisboa, quando o luto lhe despertou o juramento de só voltar a usar cores quando o mundo festejasse o fim da pandemia. As pinturas que criou na altura são óleos sobre tela, mas numa escala de cinza, preto e branco.

Exposição “Himmelblau”

Gabrielle Graessle, que expõe pela primeira vez em Portugal sob o tema Himmelblau, tem a intenção de continuar a promover um local de reflexão e interação com a arte contemporânea. A mostra está patente na Ainori Contemporary Art Gallery

Festival “Jardins Abertos”

Até 26 de maio o festival Jardins Abertos dá a conhecer os vários espaços verdes da capital. Em todos os fins de semana de maio, jardins secretos, coleções raras, projetos comunitários, hortas, claustros e palácios revelam-se através de uma programação desenhada a pensar nos cinco sentidos. No dia 11, o Jardim do Palácio Fronteira vai ser um dos pontos de interesse a conhecer.

Klarna Festival 

A Rua Cor-de-Rosa recebe um festival gratuito promovido pela Klarna, que inclui concertos ao ar livre e algumas surpresas. O DJ Jotta e Blaya vão animar o dia de sábado, 11 de maio.

Batalha Académica

Valete junta-se à Junta de Freguesia de Benfica para uma Batalha Académica com oito rappers. O foco será a troca de argumentos sobre a migração, estimulando o debate entre os participantes no Auditório Carlos Paredes.

Mulheres no Braço de Prata

A Câmara de Lisboa vai homenagear sete mulheres com placas de ruas em Braço de Prata, na freguesia de Marvila, com a intenção de “inverter” a tendência para “uma maioria de nomes masculinos na toponímia da cidade”. As sete homenageadas são a bailarina e coreógrafa Águeda Sena, a fadista Celeste Rodrigues,, a atriz Fernanda Montemor, a pianista e ativista antirracista Georgina Ribas, a cantora Madalena Iglésias, a missionária religiosa Teresa de Calcutá e a fadista Teresa Tarouca. A cerimónia de atribuição dos topónimos vai realizar-se às 16 horas e incluirá um momento musical com a fadista Lina, que canta a poesia de Luís Vaz de Camões.

Domingo, 12 de maio

“Mercado das Madrugadas”

O “Mercado das Madrugadas” acontece na rua, no Largo de São Domingos, em Lisboa, junto ao edifício do Teatro Nacional Dona Maria II, que ainda está fechado para obras. A peça, com entrada livre, convida toda a gente a interagir e a entrar na celebração, através de muita música, dança e mezinhas.

Semana do Passaporte Escolar

A Semana do Passaporte Escolar | Feira dos Serviços Educativos é uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa (CML), cuja 9.ª edição se realiza entre 12, 13 e 14 de maio de 2024, no Jardim do Museu de Lisboa – Palácio Pimenta. Ao longo do dia, as crianças e famílias poderão participar em jogos e oficinas, aprender sobre segurança rodoviária, descobrir sobre a cidade de Lisboa, fazer experiências científicas, andar num segway, assistir a peças de teatro, ouvir histórias, entre muitas outras atividades.

Open House Lisboa

O evento que pretende promover a democratização e o acesso generalizado das pessoas à arte arquitetónica está de volta, com a abertura ao público de espaços que por norma lhe são vedados. O tema deste ano são “as arquiteturas provocadas pelas transições da cidade”. O objetivo é ajudar “a compreender a complexidade das mudanças em curso, explorando as continuidades e as ruturas que misturam formas, materiais, métodos, funções e vivências.”. São 48 estreias, num total de 74 espaços — muito deles privados no resto do ano — que podem ser visitados neste fim de semana. 

 Passeio Pedonal Eunice Muñoz

Inaugurado na segunda-feira, 6 de maio, o passeio pedonal Eunice Muñoz é uma forma de homenagear “uma das referências maiores do teatro, da televisão e do cinema nacionais, unanimemente reconhecida como um dos grandes vultos da cultura portuguesa do século XX”. O topónimo prolonga-se entre o Braço de Prata, na freguesia de Marvila, e o Parque das Nações, em Lisboa. Fica localizado ao lado de um conjunto de edifícios num percurso que se faz sempre junto ao rio.

Exposição “Com Tradição e Sabotagem”

Hugo Makarov ilustra o Bairro de Alvalade, salientando variadas personagens alvo da sua curiosidade: punks, senhoras da Avenida de Roma na hora do chá ou o paciente do hospital psiquiátrico que passeia nas ruas. A exposição está patente na Coruchéus – Um Teatro em Cada Bairro.

Exposição “Retratos da comunidade LGBT de Cabo Verde”

A Coruchéus – Um Teatro em Cada Bairro vai receber retratos realizados por Mag Rodrigues durante a Residência Artística na Ilha de Santiago, fotografias que capturam a diversidade e a individualidade dos membros desta comunidade em locais representativos da cidade da Praia, como o Plateau, Cidade Velha e Achada Grande Frente.

Exposição “A Caminhar para o Princípio”

A Biblioteca Nacional celebra o centenário do nascimento de Eduardo Lourenço com uma exposição centrada no seu espólio, com apontamentos pessoais, textos ensaísticos, mas também literários de Eduardo Lourenço, na correspondência recebida de várias figuras marcantes da cultura e da política portuguesas e em fotografias. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT