Na cidade

Belém vai virar uma “mini-cidade” com stand-up comedy, workshops e mercados

O evento “Cidade do Zero” está de volta para a segunda edição. Decorre de 16 a 17 de setembro.
Acontece no CCB.

A segunda edição de um evento que pretende mostrar como seria viver numa cidade efetivamente sustentável e inclusiva está de volta a Lisboa. Durante os dias 16 e 17 de setembro, o Centro Cultural de Belém (CCB) vai passar a chamar-se, temporariamente, de “Cidade do Zero”. 

O CCB vai transformar-se numa “mini-cidade” com cerca de 3500 metros quadrados, onde haverá workshops, paletas, debates, showcookings, oficinas e até mesmo um mercado. Será, sobretudo, “um ponto de encontro de pessoas, projetos e marcas”. Um horário alargado, entrada gratuita, uma maior lotação nos workshops e palestras, mais atividades para miúdos e famílias, e uma maior área dedicada à restauração são algumas das novidades deste ano.

Durante os dois dias da iniciativa, haverá mais de 60 palestras sobre crise climática, oceanos, saúde, inclusão e energia. Vai haver, por exemplo, workshops sobre como aprender a salvar plantas, criar hortas, tingir tecidos com plantas ou cozinhar sem desperdício.

O humor também é uma estreia nesta edição, com o espetáculo de stand-up comedy “Conversas Insustentáveis”, realizado por três humoristas nacionais: Pedro Luzindro, Pedro Alves e Cássia Rodrigues. Esta cidade sustentável, inclusiva e pet friendly conta ainda com uma zona de mercado, que se irá situar no espaço exterior. Por ali, vai haver mais de 120 marcas portuguesas (e sustentáveis) onde poderá comprar peças em segunda mão, como calçado, acessórios, artigos para bebés e criança, decoração, mobiliário e cosmética. Além disso, outra das grandes novidades desta edição é que será possível trocar ou reparar artigos, a custo zero.

A zona de restauração também será maior e vai passar a ter três restaurantes para refeições completas o Kicthen Dates, o Pequeno Bistrô e The Therapist —, assim como outros 10 espaços que irão servir opções mais leves e snacks.

“Vai haver um espaço de lazer para famílias junto à zona de restauração e perto de bandas de snacks mais saudáveis, e serão disponibilizadas mais fontes de água potável em todo o recinto”, explica Catarina Barreiros, fundadora do Projeto do Zero. É nesta zona que irá encontrar também a área Pingo Doce, com showcookings ao longo de todo o dia. 

O espaço infantil da “Cidade Zero” terá atividades de reciclagem, bricolagem, trabalhos manuais para miúdos e leitura de histórias. A programação completa pode ser consultada online e a inscrição é gratuita.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT