Na cidade

Bélgica também quer avançar para semana de trabalho de quatro dias

A ideia não passa por trabalhar menos horas, mas distribuí-las por semanas mais curtas.
Menos dias (mas dias mais longos).

O governo federal da Bélgica está a debater a possibilidade de as semanas de trabalho úteis no país passarem de quatro para cinco dias, adianta o jornal “Brussels Times”.

A proposta foi avançada pelos liberais mas não prevê menos horas de trabalho. Na verdade, o plano passaria por manter semanas de trabalho de 38 a 40 horas semanais. Os dias de trabalho seriam mais longos, entre 9 a 10 horas, mas com a possibilidade de ter um dia extra de folga durante a semana.

Um dos partidos que apoia a ideia, o partido ecológico de origem flamenga, concorda “em princípio” com a ideia mas só com uma condição: “Teria de ser à escolha do trabalhador”.

Ainda que a medida seja aprovada, terá ainda de ser debatida por parceiros sociais. Explica o mesmo jornal que um dos maiores sindicatos do país considera que o objetivo deve ser reduzir mesmo o número de horas semanais de trabalho. Projetos que já têm sido tentados em alguns países e empresas, de semanas com menos dias de trabalho, têm sido precisamente com a redução também do número de horas.

Antes ainda, já no próximo fim de semana, o Governo Federal debaterá em que setores o sistema pode ser implantado e como evitar que a jornada de trabalho diária se torne demasiado longa.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT