Na cidade

Benfiquistas, preparem-se: greve no metro vai provocar o caos esta terça-feira

O encerramento das linhas vai coincidir com o jogo entre o Benfica e a Juventus para a Liga dos Campeões em Lisboa.

Os jogos do Benfica movem milhares de adeptos até à zona do Estádio da Luz, em Lisboa. Nestes dias, as estações de metro do Colégio Militar e Alto dos Moinhos enchem-se de camisolas vermelhas em direção ao estádio. Até porque esta é a melhor forma para chegar a esta zona da cidade.

Esta terça-feira, 25 de outubro, o Benfica recebe a Juventus, para a Liga dos Campeões — num jogo marcado para as 20 horas. Porém, os adeptos vão ter de arranjar um meio de transporte alternativo, uma vez que os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa entregaram um pré-aviso de paralisação 24 horas.

O encerramento das estações está previsto a partir das 23 horas de segunda-feira e durará até ao final do dia de terça-feira.  Durante este período, pode contar com “tempos de espera superiores ao normal”. Os condicionamentos devido à greve convocada pelas organizações sindicais representativas dos trabalhadores da transportadora foram anunciados esta segunda-feira de manhã no site da empresa. Os funcionários acrescentam, contudo, que a informação está “sujeita a alterações de última hora”. O serviço será normalizado a partir das 6h30 de quarta-feira.

Os funcionários do ML já tinham marcado uma greve para 12 de outubro que foi depois desconvocada por terem sido decretados serviços mínimos. A Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS) explicou que esta decisão teve a ver com a decisão do tribunal arbitral de decretar a realização de serviços mínimos durante o dia de protesto, “ignorando claramente as características do trabalho em subsolo e a responsabilidade de garantir a segurança de funcionários e utentes”, refere o comunicado citado pelo jornal “ECO”.

A decisão não foi, então, tomada pelos próprios trabalhadores, que afirmavam que não vão “desistir da luta”. A FECTRANS explicou, na altura, que a nova paralisação decorreria a 25 de de outubro, uma terça-feira. 

Os funcionários reivindicam aumentos salariais, uma melhoria nas condições de trabalho e a contratação de novos trabalhadores. Contudo, a administração do Metro não se mostra recetiva a dar resposta às solicitações, mesmo após meses de negociações.

A operar diariamente quatro linhas Amarela (Rato-Odivelas), Verde (Telheiras-Cais do Sodré), Azul (Reboleira-Santa Apolónia) e Vermelha (Aeroporto-São Sebastião), são esperados bastantes condicionamentos. Se a ideia é ver o jogo desde o início, o melhor é sair de casa ou do escritório algumas horas antes. O mesmo acontece para quem não quer assistir à competição da Liga dos Campeões, mas quer à mesma deslocar-se pela capital.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT