Na cidade

Bola de fogo rasgou os céus de Portugal a mais de 60 mil quilómetros por hora

O fenómeno foi observado na madrugada deste sábado, 16 de março. Acredita-se que terá sido um meteorito que explodiu.
Um evento que a astronomia explica (imagem ilustrativa).

Os relógios marcavam a 1h54 da manhã deste sábado, 16 de março, quando uma enorme bola de fogo com uma espécie de cauda verde rasgou os céus a alta velocidade. Após muita especulação nas redes sociais — muitos portugueses filmaram o momento —, chegou a explicação científica. Tratou-se de um meteorito (ou seja, uma rocha que se soltou de um cometa) que entrou na atmosfera terrestre a 61 mil quilómetros por hora, e atravessou Portugal e Espanha.

Por cá foi visto no distrito de Évora, a 91 quilómetros de altitude, segundo o investigador principal do projeto SMART do Instituto de Astrofísica da Andaluzia (IAA-CSIC), José Maria Madiedo.

A rocha acabou por percorrer mais alguns quilómetros e fragmentou-se devido à fricção, a cerca de 19 quilómetros de altitude, sobre a freguesia de Cano, no município de Sousel. Porém, ao longo da trajetória sofreu várias explosões que provocaram um aumento da luminosidade, dando a sensação que se tornava mais brilhante à medida que descia.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT