Na cidade

Buraco da derrocada do metro já está tapado — reabertura será antes do esperado

Quatro pessoas ficaram feridas no desabamento de terça-feira. CML já assumiu erro técnico, obras decorrem e abertura não tem data.
Obras na Praça de Espanha apontadas como a causa.

Um erro técnico nas obras do futuro Parque Urbano da Praça de Espanha foi o que levou ao desabamento de uma parte do túnel do Metropolitano quando passava uma carruagem com cerca de 300 pessoas, admitiu a Câmara de Lisboa ao final do dia 29 de setembro.

O acidente, que provocou ferimentos ligeiros em quatro passageiros, levou à interrupção do serviço da Linha Azul do Metropolitano no troço entre o Marquês de Pombal e a estação das Laranjeiras, tendo sido logo enviados técnicos do LNEC ao local para coordenar a reparação e garantir a reabertura da estação, “nos próximos dias, em condições de total segurança para os utentes do Metropolitano”, segundo a autarquia.

A isto, um comunicado do metro reforçou os dados: nomeadamente que circulação na linha Azul do Metropolitano de Lisboa está interrompida entre as estações Laranjeiras e Marquês de Pombal, devido ao desabamento de parte do teto do túnel do metro, na estação Praça de Espanha, ocorrido na terça-feira, pelas 14h19, na sequência das obras de requalificação daquela praça, que se encontram a decorrer à superfície a cargo da Câmara de Lisboa.

Entretanto, a Carris reforçou o serviço das carreiras 726 e 746, esta com prolongamento de horário até à 1 da manhã e o metro frisou que a circulação na linha Azul encontra-se a funcionar por troços, entre Reboleira e Laranjeiras e entre Marquês de Pombal e Santa Apolónia. As linhas Verde, Vermelha e Amarela continuam a funcionar sem qualquer constrangimento.

Já na manhã desta quarta-feira, o presidente do Conselho de Administração do Metro de Lisboa disse acreditar que  a circulação do metro entre as Laranjeiras e o Marquês de Pombal deverá ser retomada mais depressa do que o esperado. Citado pela “Renascença“, Vítor Santos frisou que já há uma solução, faltando apenas a aprovação do Laboratório Nacional de Engenharia Civil.

“Aguardamos a todo momento a aprovação. Toda a limpeza foi efetuada, o comboio retirado e o buraco está tapado. Esperamos, se tudo correr como previsto, reduzir os prazos do corte da Linha Azul entre as Laranjeiras e o Marquês de Pombal”, explicou. Não é no entanto conhecida a data prevista de reabertura.

O presidente do Metro disse ainda esperar que não haja mais erros nas obras que decorrem na Praça de Espanha, apontadas como a causa do desabamento. Ainda de acordo com a “Renascença”, a primeira manhã após o incidente foi marcada por alguma confusão com autocarros cheios e passageiros a tentarem encontrar alternativa.

Um erro técnico nas obras do futuro Parque Urbano da Praça de Espanha levou ao desabamento de uma parte do túnel do…

Publicado por Câmara Municipal de Lisboa em Terça-feira, 29 de setembro de 2020

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT