Na cidade

Calor extremo deixa dois distritos portugueses com aviso vermelho

Nas regiões do Minho e Trás-dos-Montes os valores registados serão os mais elevados no País durante as próximas horas.
A cidade de Braga está em alerta vermelho.

Braga e Bragança estão sob alerta vermelho devido às altas temperaturas que os termómetros registam. O distrito minhoto mantém o aviso até às nove horas de segunda-feira, 1 de agosto, enquanto o de Trás-os-Montes permanece até às 18 horas.

Ainda de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), Castelo Branco está sob aviso laranja até às 18 horas de segunda-feira e Vila Real e Guarda estão sob aviso laranja até às 18 horas de terça-feira. Os restantes distritos do continente estão sob aviso amarelo, à exceção de Faro.

Devido ao calor, grande parte do País está também em risco máximo de incêndio, pelo menos, até quarta-feira, 3 de agosto. O que levou a que a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) lançasse um aviso à população para o perigo de incêndios até segunda-feira, 1 de agosto, fazendo um apelo à população para adotar para comportamentos preventivos.

Nos últimos anos temos sido surpreendidos com frequência por vários dias consecutivos de temperaturas acima da média e esta semana não foi exceção. Na realidade, esta poderá tornar-se a norma em território nacional até 2050. Vários estudos estimam que, nos próximos anos, os termómetros em Portugal podem chegar a valores que, atualmente, se registam em países como o Iraque.

Quando, ao longo de cinco ou mais dias, a temperatura máxima diária é superior em cinco graus em relação ao valor médio diário no período de referência (geralmente de 30 anos) estamos perante uma onda de calor, explica o IPMA. Este fenómeno tem consequências e é motivo de preocupação para as autoridades de saúde que não se cansam de relembrar as medidas que devem ser tomadas nos dias mais quentes para evitar doenças graves.

Comer refeições leves e beber muita água são duas das armas para combater uma agreste subida das temperaturas, mas existem outras. Carregue na galeria para descobrir as medidas recomendadas pela Direção-Geral da Saúde para prevenir os efeitos do calor intenso.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT