Na cidade

Câmara de Lisboa quer criar um novo acesso à Ponte 25 de Abril

A expansão da linha vermelha do metro até Alcântara levou a novos pedidos por parte dos munícipes e dos deputados municipais.
A estação terminal coincide com a rampa de acesso.

O plano para expandir a linha vermelha do Metropolitano de Lisboa até Alcântara tem levantado muitas críticas. Perante a contestação face ao aumento do número de estações, têm sido pensadas várias alternativas. Uma das propostas da Câmara, aquando da construção deste traçado, é a construção de uma nova ligação à Ponte 25 de Abril, já que a estação está localizada no ramal de acesso.

Se a ideia avançar, a entrada ocorre pela parte norte da Etar (Estação de tratamento de águas residuais) de Alcântara. O atual acesso fica reservado a transportes públicos, revelou Ângelo Pereira, vereador da Mobilidade esta quinta-feira, 14 de outubro, num debate sobre o projeto.

Entre os receios dos munícipes também está a possibilidade de perder espaços como o Jardim da Parada, onde ficará uma das estações. A população de Campo de Ourique quer manter a zona verde, propondo a construção da nova estação noutro ponto da freguesia.

Esta projeção da linha vermelha inclui quatro novas estações, com um traçado que passa pelas Amoreiras, Campo de Ourique, Infanto Santo e Alcântara. No que diz respeito à estação final, dada a proximidade da ponte,  a APA pede ainda que seja realizado um estudo de tráfego, tendo em conta a previsível redução do número de vias rodoviárias de acesso à ponte.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT