Na cidade

Câmara Municipal de Lisboa já recebeu 39 candidaturas ao Programa Renda Segura

Com este programa, os proprietários privados poderão arrendar as suas casas à autarquia para serem subarrendadas.
É um novo programa da Câmara.

A Câmara Municipal de Lisboa já recebeu 39 candidaturas completas ao Programa Renda Segura, que permitirá aos proprietários privados arrendarem as suas casas à autarquia que, posteriormente, as subarrenda ao abrigo do Programa de Renda Acessível do município.

“Em muito poucos dias de atuação, nós já temos 170 registos relativamente ao Programa Renda Segura, correspondendo a 58 proprietários identificados que já introduziram 39 candidaturas completas”, referiu Fernando Medina à “Lusa”, citado pelo “Notícias ao Minuto”.

“Isto é, candidaturas de imóveis completas, prontas para serem realizadas as inspeções, que depois darão origem a contratos e que, depois do contrato celebrado, o imóvel transita para o site da Renda Acessível, onde os candidatos vão poder candidatar-se”, esclareceu o autarca durante a apresentação da informação escrita do presidente, na sessão plenária da Assembleia Municipal de Lisboa.

As candidaturas às primeiras 300 habitações arrancaram há duas semanas e decorrem até ao dia 30 de junho

Fernando Medina defendeu ainda que o município vai pagar “rendas atrativas” aos proprietários, que ficarão isentos de riscos, uma vez que é a Câmara de Lisboa que lhes pagará o montante do arrendamento “a tempo e horas”.

Os limites máximos a pagar pelo município serão de 450 euros para um T0, 600 euros para um T1, 800 euros para um T2, 900 euros para um T3 e 1000 euros para casas de tipologia T4 (ou superior), podendo variar conforme a localização dos imóveis.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT