na cidade

Chega quer mudar nome do aeroporto de Lisboa para Amália Rodrigues

André Ventura entregou uma resolução à Assembleia da República para retirar o nome do general Humberto Delgado.
É desde 2016 conhecido como Humberto Delgado.

Desde 2016 que o aeroporto de Lisboa, também conhecido como da Portela, foi denominado de Humberto Delgado. Quatro anos depois, o Chega quer que espaço o tenha o nome da fadista Amália Rodrigues. André Ventura, o único deputado do partido no parlamento, entregou um projeto de resolução à Assembleia da República para que seja feita a alteração.

Segundo a agência Lusa, citada pelo “Observador”, o deputado justifica a mudança de nome com um notícia do “El País”, do final de junho, que dá conta do envolvimento de Humberto Delgado na DRIL (Diretório Revolucionário Ibérico de Libertação), uma organização luso-espanhola responsável pela morte de uma criança de 20 meses no País Basco, em 1960.

Esse homicídio tinha sido atribuído à ETA. A DRIL foi criada para derrubar as ditaduras de António Salazar, em Portugal, e Francisco Franco, em Espanha. “Sendo estas informações verídicas, o Chega defende que o nome do general Humberto Delgado deve ser retirado da toponímia do aeroporto de Lisboa, pois não é aceitável que um homem responsável pela morte de uma criança inocente dê nome ao principal aeroporto do País quando se tratou, sublinhe-se, de uma ação terrorista”, lê-se no projeto entregue esta sexta-feira, 3 de julho.

Na quarta-feira, 1 de julho, assinalou-se o dia do nascimento de Amália Rodrigues, que faria 100 anos se fosse viva.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT