Na cidade

Chuva forte provocou mais de 120 inundações no Alentejo

O País ainda está todo em aviso amarelo esta quarta-feira, mas a situação vai começar a melhorar.
Vários registos.

O aviso tinha chegado desde o fim de semana: Portugal iria estar sob efeito de uma depressão com massas de ar tropicais, instáveis e com elevados conteúdos em vapor de água. Na segunda-feira, o mau tempo deixou estragos a norte e nesta terça-feira foi a sul: a chuva forte que caiu no Alentejo provocou, até às 20h30 de terça-feira, mais de 120 inundações em diversos concelhos dos distritos de Évora, Beja e Portalegre, sobretudo em vias públicas e habitações.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro de Évora à agência Lusa, só neste no distrito houve 49 inundações, em diversos concelhos, sobretudo em Vila Viçosa, Borba, Reguengos de Monsaraz, Mourão e Évora. 

Em Beja, foram registadas 47 inundações, com o concelho de Moura a ser o mais afetado, tendo ocorrido uma derrocada parcial do telhado de uma habitação.

No distrito de Portalegre, de acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro à Lusa, houve 27 inundações em diversos concelhos, com “maior incidência” nos concelhos de Avis e Ponte de Sor. A fonte do CDOS de Portalegre indicou ainda que no distrito foram registadas 47 ocorrências relacionadas com o mau tempo.

O aviso amarelo devido à previsão de aguaceiros, por vezes fortes, de granizo, acompanhados de rajadas de vento forte e trovoadas, mantém-se esta quarta-feira em todo o país até às 18 horas, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). A situação deverá melhorar a partir de quinta-feira.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT