Na cidade

Ciclistas ocuparam o Campo Grande em homenagem a jovem atropelada

Ana Oliveira foi abalroada por um condutor que não terá respeitado o sinal vermelho. Ciclistas pedem o fim aos atropelamentos.

Ana Oliveira tinha 16 anos e regressava a casa na sua bicicleta. Acabou por ser atropelada mortalmente na sexta-feira, 10 de julho. A basquetebolista que jogava na equipa sub-19 do Sporting ainda foi levada para o hospital mas não resistiu aos ferimentos.

O acidente chocou a comunidade ciclista, que esta quinta-feira, 16 de julho, se reuniu no Campo Grande e interrompeu uma das faixas, numa vigília em honra da vítima mortal. A jovem ciclista terá sido abalroada pelo carro que alegadamente não parou num sinal vermelho. O condutor não terá acusado álcool nos testes levados a cabo pela polícia.

Ciclistas de Lisboa homenagearam hoje atleta do Sporting que morreu atropelada numa passadeira do Campo Grande a semana passada. Segundo consta, nenhum representante do Sporting se dignou a comparecer.

Publicado por MC Somsen em Quinta-feira, 16 de julho de 2020

O evento, organizado por ciclistas e que se reuniu este final de tarde em frente à Biblioteca Nacional, tinha outro objetivo: alertar para os perigos a que os ciclistas se sujeitam quando circulam na cidade.

A morte serviu, aliás, de rastilho para manifestações de preocupação e raiva pelos constantes acidentes na zona, não só por parte dos moradores mas também dos ciclistas.

O Sporting, clube que representava há seis anos, deixou uma nota nas redes sociais. “O Sporting Clube de Portugal manifesta o seu pesar pela morte de Ana Oliveira, basquetebolista do Clube, que faleceu na sequência de um atropelamento de que foi vítima, em Lisboa, na passada sexta-feira. Ana Oliveira tinha apenas 18 anos, jogava na equipa sub-19 do Sporting CP e estava no Clube há seis anos. Aos familiares e amigos, assim como a toda a modalidade verde e branca, o Sporting CP endereça as mais sentidas condolências, não deixando de enaltecer e agradecer os anos de dedicação e devoção ao Clube”, pode ler-se.

Sérgio Ramos, ex-treinador da jovem e atual treinador de basquetebol do Belenenses, também recorreu às redes sociais para falar sobre o acidente e a vítima. “A vida é mesmo injusta!! A Ana era uma miúda cheia de vida, alegre, lutadora, cordial e respeitadora, sempre com vontade de fazer mais e melhor. Lembro-me de a levar ao hospital depois de abrir o sobrolho após uma bola dividida (a Ana não dava uma por perdida!) e a caminho me dizer “será que vou ter que levar pontos? Mas amanhã vou ao campo!”. Teve mesmo que levar 3 ou 4 pontos mas quando a médica lhe disse que amanhã era melhor descansar, retorquiu imediatamente “eu amanhã vou ao campo, doutora!”. E foi! Com o olho inchado e joelho esfolado continuou a lutar por todas as bolas divididas. Ganhou o prémio dedicação nesse ano, porque era um exemplo de esforço, empenho e superação”, escreveu no Facebook.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT