Subscreva a nossa newsletter para receber as melhores sugestões de lifestyle todos os dias.

Na cidade

Confinamento vai durar um mês — e escolas mantêm-se abertas para crianças até 12 anos

Ainda em debate está o que fazer nas escolas com alunos com mais de 12 anos.
País de novo em confinamento.

António Costa falou aos jornalistas esta terça-feira, 12 de janeiro, à saída da reunião do Infarmed, em Lisboa. O País entra em confinamento na próxima quinta-feira e só amanhã deveremos ter todos os detalhes sobre o próximo período de confinamento. Mas António Costa já antecipou um pouco do que podemos esperar.

“Não são suficientes as medidas de confinamento ao fim de semana, é preciso ir mais além”, reconheceu António Costa, razão pela qual “é essencial adotar medidas, que tenham um horizonte de um mês e um perfil semelhante ao que adotámos no início da pandemia, em março e abril”. Costa acrescentou ainda que “é necessário proceder às renovações quinzenais do estado de emergência mas devemos encarar a necessidade de que as medidas que venhamos a adotar tenham a duração de um mês”.

Na prática, isto significa que o confinamento vai durar sempre um mês. Poderá ser reavaliado ao fim de 15 dias mas o próprio governante lembrou que, entre o momento da decisão, e o começar-se a sentir o impacto das medidas, é expectável que passem sempre duas a três semanas.

O que também parece  certo é o funcionamento das escolas e creches de alunos em idades mais novas. “Está fora de causa interromper atividades de avaliação em curso, todos os especialistas foram convergentes em relação às crianças mais pequenas, até aos 12 anos, em que não se justifica a interrupção nas escolas”. “O grande tema de divergência entre os especialistas”, explicou ainda o primeiro-ministro, tem a ver com o funcionamento das escolas com alunos com mais de 12 anos de idade.

O primeiro-ministro antecipou ainda que os números de hoje em Portugal rondaram os sete mil novos casos. Em todo o mundo, já se registaram mais de 91 milhões de casos e 1,94 milhões de mortes.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT