Na cidade

Construção da ciclovia que irá ligar Entrecampos à Cidade Universitária já arrancou

A empreitada começou esta quinta-feira, 15 de fevereiro. O troço de 1,4 quilómetros vai demorar nove meses a concluir.
É um projeto ambicioso.

Cada vez mais lisboetas optam pelas bicicletas (e trotinetes) como principal meio de transporte. Seja em prol do ambiente, de um estilo de vida mais saudável ou até da carteira, o certo é que as deslocações nestes veículos de duas rodas estão a tornar-se um hábito — e a expansão da rede de ligações cicláveis na capital tem acompanhado esta tendência.

A EMEL deu início à construção da nova ciclovia da Avenida de Álvaro Pais esta quinta-feira, 15 de fevereiro. Com extensão de 1,41 quilómetros, vai permitir a ligar a estação de Entrecampos ao Hospital Santa Maria e metro da Cidade Universitária.

O troço terá duas pistas de sentido único entre a Avenida das Forças Armadas e a Avenida 5 de Outubro e passa a dois sentidos entre a Avenida Professor Gama Pinto e a parte de cima da Avenida Álvaro Pais. A ciclovia irá demorar cerca de 9 meses a estar concluída.

A empreitada implica “o reordenamento do estacionamento automóvel, a adaptação das passagens de peões e a melhoria da iluminação pública, da arborização e do sistema de drenagem das águas pluviais”, pode ler-se no site oficial da Câmara Municipal de Lisboa.

Desde 2018, a EMEL já criou aproximadamente 46 quilómetros de ciclovias na capital. Até ao final de 2024, o objetivo é que as estações da rede GIRA se alarguem a todas as freguesias da cidade de Lisboa, para que qualquer utilizador as encontre a menos de 10 minutos a pé de uma estação.

“Os nossos objetivos são ambiciosos, mas não basta proclamá-los. É necessário criar as condições físicas para que as pessoas possam de facto usar a bicicleta como meio de transporte alternativo, com maior conforto e segurança. Este novo troço é mais uma etapa nesse sentido”, afirma Carlos Silva, presidente da EMEL.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT