na cidade

Creches e colégios estão a fazer descontos nas mensalidades durante o confinamento

Vários estabelecimentos reduziram os valores. Em alguns casos, só o vão fazer depois de receberem os apoios do lay-off.
Nem todos vão seguir a medida.

A medida não está a ser seguida por todas as creches e colégios do País, mas já existem casos onde está a ser feito o desconto na mensalidade. A redução começa nos 10 por cento e está mesmo a chegar aos 50 por cento. Estes estabelecimentos viram-se obrigados a encerrar desde o final de janeiro devido ao novo estado de emergência.

Segundo o “Jornal de Notícias”, em muitos casos os descontos ainda não estão a ser feitos uma vez que ainda não foram recebidos os apoios do lay-off entregues pelo governo. Há também estabelecimentos que não estão a pensar fazer qualquer tipo de redução no valor da mensalidade.

O presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade, Lino Maia, disse que as instituições particulares de solidariedade social deviam proceder à redução das mensalidades, mas que cabia a cada uma a decisão.

O jornal dá o exemplo da Associação de Jardins-Escolas João de Deus que reduziu em 10 por cento. Já no Colégio Paulo VI, o desconto chega aos 50 por cento na creche.

José Aguiar, da Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular Cooperativo (AEEP), explicou que os vários associados não têm intenções de alterar o valor das mensalidades.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT