Na cidade

Devido ao calor extremo, Portugal está em situação de contingência até sexta-feira

O período arrancou à meia-noite desta segunda-feira e deve-se ao risco de incêndio rural em todo o País.
A situação irá manter-se até sexta-feira.

Desde a meia-noite desta segunda-feira, 11 de julho, que Portugal se encontra em situação de contingência. Este período de alerta irá manter-se, pelo menos, até sexta-feira, 15 de julho. Em causa está a situação meteorológica com temperaturas muito elevadas e risco de incêndios rurais.

“A declaração de situação de contingência, que pode ser prolongada caso seja necessário, não exclui a adoção de outras medidas que possam resultar da permanente monitorização da situação”, explicou um comunicado do Ministério da Administração Interna, aqui citado pelo “Notícias ao Minuto”.

Desta forma, estão impedidas a realização de queimadas, o uso de maquinaria em espaços florestais, a utilização de fogo de artifício e até a permanência nos espaços florestais definidos nos planos de defesa da floresta.

O Ministério da Administração Interna explica ainda que “fará avisos à população, por SMS, sobre o perigo de incêndio rural” e que “todos os cidadãos e entidades privadas estão obrigados, no território continental, a prestar às autoridades de Proteção Civil a colaboração pessoal que lhes for requerida”.

Segundo a informação atualizada esta segunda-feira, estão ativos 34 fogos em território nacional. Os incêndios estão a ser combatidos por mais de 1.400 bombeiros com o apoio de 443 viaturas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT