Na cidade

Dois anos depois, vai voltar a haver Queima das Fitas em Coimbra

É oficial: vai acontecer entre os dias 22 e 29 de outubro. Já estão a ser preparadas uma série de medidas de prevenção para o evento.
É uma boa notícia para a cidade dos estudantes.

Foram dois anos seguidos sem Queima das Fitas em Coimbra. Mas agora, graças à luz verde por parte da Direção-Geral da Saúde (DGS), o evento vai poder finalmente ser realizado e acontece já dos dias 22 a 29 de outubro. O parecer positivo da autoridade de saúde foi anunciado esta quinta-feira, 7 de outubro, à Comissão Organizadora da Queima das Fitas. 

Segundo disse à Lusa o coordenador-geral do evento, Carlos Missel, vai ser exigida a apresentação na entrada do recinto de um certificado de vacinação ou um teste negativo. Para além disso, a DGS exigiu que fossem recolhidos os dados das pessoas que participem no evento e entrem no recinto, no caso de haver — porque há essa possibilidade — algum surto.

Também a fazer parte das várias medidas de prevenção que vão estar a ser tomadas, a organização vai ter pessoal que estará encarregue de controlar as entradas e saídas da Praça da Canção. Da mesma forma, será criada uma segunda entrada para que seja minimizado o risco de “aglomerações fora do recinto”. Carlos Missel referiu ainda que todas as pessoas que estiverem a trabalhar vão ter de usar obrigatoriamente “máscaras e luvas e têm que higienizar o espaço frequentemente”. 

Nesta edição da Queima das Fitas em Coimbra, a Comissão Organizadora revelou que haverá uma lotação máxima para cada dia da festa estudantil, sendo que o número será definido pela Proteção Civil. Espera-se que ronde as 20 mil pessoas, tendo em conta que a área bruta do recinto onde vai ser realizado o evento corresponde a 26 mil metros quadrados, explicou o coordenador-geral da Queima das Fitas de Coimbra.

Carlos Missel revelou também que os já mil bilhetes gerais que foram disponibilizados para a Queima das Fitas encontram-se esgotados. O que era expectável, tendo em conta o facto de o evento já não se realizar há cerca de dois anos. “As pessoas claramente querem que haja Queima e querem participar”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT