Na cidade

Há um novo trilho incrível para visitar em Portugal: a Ribeira da Póvoa

Em plena Serra do Marão, a autarquia requalificou todo o espaço à volta da ribeira e criou um incrível percurso pela natureza.
Foto da Câmara de Amarante.

A 15 de outubro, o País ganhou mais um percurso para passeios e caminhadas no meio da natureza — bem como pedem todas as recomendações e até as novas filosofias e tendências, tal como o norueguês Friluftsliv. Num ano em que todos aproveitamos cada momento livre para descobrir melhor Portugal, as autarquias aproveitaram para investir em baloiços, trilhos e passadiços, melhorias e mais argumentos para chamar visitantes aos concelhos.

Tratam-se de desculpas ou motivos novos, já que às vezes é só isso que é preciso, para levar as pessoas a determinada região do País: onde, uma vez lá, levadas pelo baloiço ou trilho, descobrem locais absolutamente paradisíacos.

O local é lindo.

Como este: este ano, na Serra do Marão, foi finalizado o projeto de valorização das margens da Ribeira da Póvoa. O projeto, do município de Amarante, foi cofinanciado pelo POSEUR/Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, criado para a operacionalização da Estratégia Portugal 2020.

A iniciativa chamava-se  “O Marão tem Sangue Azul”, pretendia a valorização das margens da Ribeira da Póvoa, em Ansiães, e dos seus afluentes principais, e já está finalizado e pronto para usufruto. 

Na prática, a intervenção incluiu melhorias em 60 hectares de área florestal, 18 quilómetros de linhas de água e três quilómetros de acessos. E a criação de um novo trilho pedestre de 3,5 quilómetros, que liga Ansiães até à zona limítrofe com Baião, e que percorre todo o espaço natural recuperado, de forma a reaproximar as pessoas à Natureza e devolver a serra à população.

Com o objetivo de proteger, valorizar e fazer uma gestão sustentável do sistema ribeirinho da Serra do Marão, pretendeu-se assim valorizar, explica a autarquia, o espaço em termos ecológicos e paisagísticos. E, ao mesmo tempo, “promover a biodiversidade e o aumento da resiliência dos ecossistemas às alterações climáticas”, diz a Câmara de Amarante em comunicado.

Foram criados abrigos, charcos e caixas ninho para aves e morcegos.

Pelos caminhos novos, criaram-se também abrigos, charcos e caixas ninho, tanto para aves como para morcegos. No âmbito do plano de educação ambiental do município foram ainda desenhados guiões didáticos para as escolas e um caderno de atividades para as famílias tornarem a visita ao trilho da Ribeira da Póvoa mais divertida e pedagógica.

A valorização da margem da Ribeira da Póvoa foi um projeto piloto, seguindo-se agora o plano de gestão de outros ribeiros e rios, nomeadamente: Rio Olo, Rio Ovelha, Ribeiro do Ramalhoso, Rio Marão e Ribeira de Murgido. 

Para chegar ao novo trilho da Ribeira da Póvoa, deve dirigir-se a Amarante, seguindo para a Serra do Marão, e depois para a Póvoa. As coordenadas GPS podem ajudar.

Há informação para o ajudar.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT