Na cidade

É assim que pode fazer as suas compras online de forma segura

Os pagamentos digitais e até o contactless têm sido os melhores amigos dos portugueses — e não é difícil perceber porquê.
Já é hábito.

A pandemia veio mesmo dar uma volta de 180 graus à nossa vida. Enquanto a grande maioria da população tenta respeitar os cuidados necessários para travar este vírus, muitos encontraram dificuldades na ginástica necessária para comprar o que precisam, evitando o mais possível o contacto com objetos potencialmente contaminados pelo novo coronavírus — as notas, as moedas ou os terminais de pagamento automáticos, por exemplo.

A verdade é que a pandemia veio acelerar a digitalização — disso não há dúvidas. Com tantos meses fechados em casa, os hábitos de consumo dos portugueses alteraram-se de forma radical. Desesperadas para fazer face à crise, muitas marcas reforçaram a sua presença online e apostaram nos seus canais digitais. Ao contrário do que se passou com os espaços físicos, as lojas online registaram subidas que só podem ser explicadas pelas circunstâncias atípicas.

De acordo com o mais recente estudo da Visa, 45%* dos portugueses entrevistados admitem que limitaram o uso de notas e moedas em loja em favor dos pagamentos digitais, desde o início da pandemia. Esta mudança de comportamento tem vindo a aumentar e prevê-se que a tendência se acentue nos próximos tempos.

Não há volta a dar — o digital é o futuro. Carteiras digitais, cartões de débito e crédito têm vindo a ser constantemente mais utilizados mas há ainda quem tenha receio de fazer pagamentos online. Sobretudo de colocar os dados dos seus cartões em sites de marcas que não conheçam tão bem. Felizmente, a Visa tem vindo a apoiar as pequenas e médias empresas para acompanhar a tendência das compras online, ajudando a tornar tudo mais seguro e fiável.

Os apoios às empresas portuguesas

As medidas de confinamento e a necessidade de permanecer em casa permitiram impulsionar o comércio local, com a maioria dos portugueses a demonstrar uma forte vontade de comprar em lojas de bairro — não só porque querem ajudar os pequenos empresários, mas também porque acreditam que é mais conveniente.

Por isso, desde o início da pandemia, a Visa comprometeu-se a ajudar oito milhões de pequenas e médias empresas (PME) na Europa como parte de um esforço para que as comunidades locais possam manter os seus negócios. Nasceu, por isso, a Digitize your Business, uma iniciativa para apoiar as pequenas e médias empresas em Portugal a ultrapassar os desafios decorrentes da pandemia.

As PME que tenham intenção de se lançar ou melhorar os negócios online têm nesta plataforma diferentes ferramentas para se iniciarem no mundo do comércio eletrónico: desde dicas sobre como criar uma plataforma de e-commerce, a construir uma loja online ou a melhor forma de estabelecer parcerias. Mas há mais formas seguras de inovar e melhorar os negócios online.

Além da empresa líder em pagamentos digitais, a Caixa Geral de Depósitos associou-se a este projeto através do Digital Payments Gateway, que permite às empresas aceitarem pagamentos na sua loja online. A Unicre, através da sua unidade de negócios especializada em serviços para empresas, juntou-se à sua solução de pagamento remoto @Payments, que permite aos comerciantes gerarem um pedido de pagamento diretamente para o telemóvel e/ou email de um cliente.

A myPOS faz também parte do projeto com uma solução de pagamento integrada que permite aceitar pagamentos físicos e online, com liquidação instantânea numa única conta de comerciante. Também a Viva Wallet se juntou à iniciativa para disponibilizar soluções para aceitação de pagamentos em TPA e online, pagamentos “pay-by-link”, contas IBAN, cartões de débito e cartões pré-pagos para gestão de despesas empresariais. O que não faltam, portanto, são soluções seguras para fazer os seus pagamentos online com toda a confiança.

A importância do contactless 

As medidas de distanciamento social e as preocupações com a saúde estão a reformular drasticamente os hábitos de pagamento nas lojas, restaurantes e espaços físicos. O abandono das notas e moedas está a impulsionar o uso de cartões bancários para fazer todos os pagamentos em loja. E ainda bem que assim é.

Já ouviu falar da tecnologia contactless, certo? É bem provável que esta já seja a sua forma favorita (e segura) de fazer compras em lojas físicas. Como o digital é o futuro, a Visa tem vindo a incentivar os estabelecimentos a permitirem os pagamentos digitais, que são cada vez mais fáceis e rápidos. Felizmente, o uso do sistema contactless disparou nos últimos seis meses como resultado de uma maior necessidade de segurança, conveniência e confiança.

Esta função, que já está disponível na maioria dos cartões bancários, permite pagar com uma simples aproximação de poucos segundos do cartão ao terminal de pagamento. Não tem obrigatoriamente de ser um cartão — pode ser, por exemplo, um smartphone, uma pulseira ou um smartwatch. Além de prático, conveniente e seguro também é rápido.

Não é só para os consumidores que a tecnologia contactless é melhor. Para os comerciantes, a menor quantidade de dinheiro vivo vai traduzir-se num processo de pagamento otimizado e uma contabilidade mais facilitada. Afinal, tudo será digital e, claro, bem mais simples.

*Estudo realizado pela GFK, a pedido da Visa, sobre o impacto da Covid-19 no setor dos pagamentos digitais amostra de 3200 indivíduos, com idades entre 18 e 65 anos, residentes em Itália, França, Espanha e Portugal (dezembro de 2020).

Este artigo foi escrito em parceria com a Visa.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT