Na cidade

Em Sintra há mais do que palácios — também é possível viver no limite

O repórter João da Silva explorou várias atividades radicais, mas foi o carro elétrico CUPRA Born que o conquistou.
Arborismo foi uma das atividades do dia.

O Palácio da Pena e a Quinta da Regaleira são espaços obrigatórios para quem visita Sintra pela primeira vez. Assim como provar um travesseiro e uma queijada, claro. Mas para quem está à procura da adrenalina, como o repórter João da Silva, a solução é mesmo seguir outro rumo nesta vila e arredores.

“Há dias em que procuro a tranquilidade, e é isso que encontro na floresta, e há outros em que preciso de adrenalina”, diz João da Silva. E com um curto trajeto no CUPRA Born encontrou rapidamente o que procurava no túnel de vento da DreamFly, no Alegro de Sintra. Aqui vai sentir algo semelhante a um salto de queda livre de quatro mil metros de altura — perfeito para aqueles que sonham em saltar de um avião, mas não sabem como irão reagir nas alturas.

“Isto começou há cinco anos com os meus dois sócios. Saltamos há mais de 20 anos e vínhamos frequentemente a Portugal para saltar. Saltávamos muito no Algarve — um dos saltos mais bonitos que já fiz, e percebemos que Portugal era um dos poucos países europeus que não tinha um túnel de skydiving indoor. Assim aliámos o nosso amor pelos saltos, por Portugal e pelos túneis de vento e começámos este projeto”, conta Matt Hill, um dos fundadores da DreamFly.

Um voo (para adulto) começa nos 49€. Mas para aqueles que, como o João, preferem adrenalina ao volante, a opção pode passar por conduzir um CUPRA Born. Este automóvel elétrico tem uma potência variável entre 204 e 231 cavalos e função e-boost que, com um simples toque num botão, proporciona um empolgante impulso instantâneo de performance. Quase como o impacto de uma queda livre.

Para emoções talvez mais ligeiras, mas ainda assim aventureiras, João da Silva regressou à floresta. Mais concretamente ao Pedra Amarela Campo Base, localizado na encosta sul da serra de Sintra.

“Dedicamo-nos a atividades de aventura e outdoor. Além disso, há uma parte de sensibilização ambiental, com ações de conservação da natureza”, conta Sérgio Trindade, da Cascais Ambiente, que é a promotora deste espaço aberto ao público para exploração. Já as atividades são marcadas diretamente com a entidade.

Em plena natureza, João da Silva explorou outras emoções fortes. Escalou uma parede, caminhou entre árvores a 10 metros de altura e terminou a experiência com uma viagem num slide de 75 metros. “Isto acelera. Não é o CUPRA Born, mas acelera”.

A verdade é que o carro da marca é uma aposta na gama eletrificada, mas sem abdicar da potência a que muitos condutores já estão habituados. Ainda assim, o especialista em carros garante que as elevadas prestações não comprometem a sustentabilidade ou a autonomia deste modelo, que cumpre até 550 quilómetros com uma única carga.

Quem prefere voos mais baixos, de preferência com as rodas no chão, este é um modelo a ponderar. Está à venda por 42.541€.

Áudio deste artigo

Este artigo foi escrito em parceria com a CUPRA.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT