Na cidade

Encontrámos um alarme que deteta intrusos antes de entrarem em sua casa

Ao contrário do que se pensa, o ponto mais vulnerável de uma casa é a porta da frente. Esta é a solução mais tranquila para proteger a família.
Pode sair em segurança.

A maioria dos proprietários considera que a casa tem uma zona especialmente vulnerável para os assaltantes. Se refletirmos sobre o ponto através do qual teriam acesso à nossa casa, a porta costuma ser o mais mencionado, de acordo com dados da empresa de segurança Securitas Direct. Esta suposição coletiva está correta, já que oito em cada dez assaltos a residências ocorrem através da porta da frente. E por aqui, as técnicas utilizadas pelos criminosos para entrarem furtivamente são cada vez mais elaboradas.

Por exemplo, o bumping consiste em introduzir uma chave mestra no cilindro da fechadura e bater-lhe de modo a desengatar e a fazer saltar simultaneamente os pistões do cilindro. Isto permite que a chave gire e a porta se abra. Trata-se de uma técnica muito rápida, que demora apenas meio minuto, e não danifica o sistema de fecho da porta. Outros optam por perfurar a fechadura com uma broca bastante silenciosa — que nem os vizinhos vão dar conta do que se passa. Já com o furo feito, os ladrões inserem um fio para conseguir rodar a maçaneta.

A gazua é um método mais complexo, com recurso a duas ferramentas que atuam no cilindro da fechadura para abri-la. Por fim, o método de extração consiste em forçar a parte saliente do cilindro e, lá está, extraí-la.

Independentemente do método usado, a verdade é que importa saber onde está o maior risco. Entre os diferentes tipos de casas, os dados da Securitas Direct mostram que as moradias isoladas são as que correm maior risco de intrusão, com 50 por cento mais tentativas do que as casas geminadas ou com terraço e 96 por cento mais do que os apartamentos. Relativamente à hora do dia, o período entre as duas e as quatro horas da manhã é o mais frequente para os intrusos, com um pico significativo às três da madrugada.

O alarme com fechadura inteligente que vai dar descanso a toda a família

A partir da premissa de que a porta é o ponto mais vulnerável da casa, a proteção desta zona representa um dos maiores esforços de segurança. Por isso mesmo, a Securitas Direct lançou um novo alarme com fechadura inteligente, um dispositivo que possui um cilindro antirroubo “com a máxima segurança e resistente às técnicas de arrombamento mais avançadas”, garante Fernando Solera, diretor de marketing da Securitas Direct.

O alarme, que incorpora inteligência artificial, deteta qualquer tentativa de manipulação da fechadura e emite um alerta imediato. A Central Recetora de Alarmes (CRA) responde em segundos e avisa a polícia, se necessário, para evitar assaltos.

Como está ligado à CRA, este novo alarme de fechadura inteligente também oferece um serviço especial em casos de emergência, pois permite que os operadores da empresa abram a porta remotamente sem a necessidade de a arrombar. Ao mesmo tempo, a funcionalidade Autolock permite que a porta se feche automaticamente quando o utilizador sai de casa ou numa altura à sua escolha. Além disso, a partir da aplicação My Verisure, é possível dar a terceiros acesso à propriedade, tudo sem necessidade de chaves.

“Tudo isto mostra o empenho da Securitas Direct e o trabalho constante em inovação e desenvolvimento para ter uma oferta capaz de solucionar os problemas reais do dia a dia e de combater as técnicas mais utilizadas para tentar colocar em perigo os bens das pessoas”, acrescenta Fernando Solera.

O sistema inteligente da Securitas Direct.

Áudio deste artigo

Este artigo foi escrito em parceria com a Securitas Direct.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT