Na cidade

Especialista defende ensino à distância e regras mais apertadas nas esplanadas

Gustavo Tato Borges alerta também para o facto de o verão deste ano ser diferente do de 2020, em que houve diminuição de casos de Covid.
Opiniões dividem-se.

Esta terça-feira, 13 de abril, há nova reunião no Infarmed, onde governo e especialistas analisam a evolução da pandemia e do desconfinamento durante a pandemia. Depois, segue-se o encontro com os partidos, com a renovação do Estado de Emergência, para o que será o 15.º e eventualmente o último.

Neste mesmo dia, o vice-presidente da Associação de Médicos de Saúde Pública explicou, numa entrevista à “Rádio Renascença“, que está preocupado com a subida do índice de transmissibilidade (Rt), pelo que defende regras mais apertadas para as esplanadas e escolas.

“As pessoas têm estado muito à vontade, voltaram às esplanadas com uma fome de convívio, de liberdade, de bem-estar, que tornou difícil haver cumprimento de regras”, frisou Gustavo Tato Gomes. Possivelmente, frisou, “ter-se-á que repensar o número de pessoas por mesa, ter-se-á que definir um rácio de mesas por metro quadrado e objetivar a distância mínima de dois metros entre cada mesa para a área da esplanada de cada café e de cada restaurante”.

Além disso, e porque o Rt está a aumentar sobretudo entre os mais novos, o médico defende o regresso ao ensino à distância, referindo os recentes surtos nas escolas e acreditando ser uma maneira de agir “mais tranquila, nos próximos tempos, até conseguirmos ter uma diminuição do número de casos”.

O vice-presidente da Associação de Médicos de Saúde Pública alerta ainda para o facto de o Verão deste ano poder ser diferente do de 2020, em que houve diminuição de casos na generalidade do país.

Enquanto o governo prepara a terceira fase de desconfinamento, prevista para a próxima segunda-feira, dia 19, a reunião desta terça-feira no Infarmed será essencial. Com o Rt e o número de novos casos a subir, em cima da mesa pode estar, já admitiu até o governo, uma reabertura por concelhos, com um travão naqueles com maior incidência de casos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT