Na cidade

Este trilho leva-o até às sete lagoas secretas do Gerês

O destino final é um dos lugares mais bonitos e encantadores de Portugal, mas prepare-se: são seis horas de viagem.
Lagoas do Gerês.

Não é uma novidade que o Gerês é um dos cenários mais bonitos do País. Tem lagoas, cascatas e rios praticamente desconhecidos e inexplorados. Aliás, o Parque Nacional da Peneda-Gerês foi considerado uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal na categoria de Zonas Protegidas.

Se gosta de caminhadas e quer conhecer os recantos mais incríveis desta zona, a NiT sugere-lhe o trilho das sete lagoas secretas — ele vale bem o esforço de lá chegar.

A partida faz-se em Xertelo, uma freguesia de Montalegre, e o trajeto tem uma distância de quase 11 quilómetros, com a duração de cerca de seis horas. O percurso pelo trilho é acessível e sem grandes riscos, sempre rodeado de paisagens incríveis.

Existe ainda um percurso mais longo, a partir da ponte da Misarela, de origem romana-medieval, onde se diz que o diabo anda à solta por ser um lugar onde se fazem mezinhas e rituais.

Depois de passar pela quase inabitada aldeia de Xertelo, em Cabril, está na altura de seguir em direção às lagoas do Gerês. O início da caminhada começa num cruzeiro, passa junto a uma antena e, mais acima, por um tanque de água. Seguindo por aí irá encontrar um velho moinho.

Em plena montanha, poderá ver as mariolas — pequenos montes de pedra, usados para sinalizar os trilhos da serra —, avistar o rio Cávado e o Fojo do Lobo, uma espécie de armadilha tradicional para apanhar lobos que antigamente ameaçavam as ovelhas.

Como indicação principal pode seguir pelo trajeto da linha de água, com caixas de cimento a cada 50 metros. Por ali vai espreitar uma ponte e o riacho que começa a mostrar algumas das maiores maravilhas desta região.

Perto de Cabril, no Parque Nacional da Peneda Gerês, encontra uma das mais fantásticas cascatas que dá origem à cadeia de lagoas. Neste lugar paradisíaco, no fundo de um desfiladeiro escarpado, a água percorre a série de lagoas em socalcos e precipita-se até ao fim do curso.

Existe a possibilidade de saltar a dez metros de altura ou seguir por um pequeno escorrega natural. O desfiladeiro tem zonas mais compridas e outras mais fundas que lhe permitem nadar sem problemas.

Para regressar, terá de descer até Xertelo. Como irá caminhar durante longas horas e o terreno poderá ser acidentado, deverá levar consigo roupa e calçado adequado, assim como água e comida.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT