Na cidade

Estudo revela que alterações climáticas estão a provocar mudanças no eixo da Terra

O fenómeno está a acelerar muito. E já pouco há a fazer para inverter esta tendência.
A situação é grave.

O impacto das alterações climáticas está a gerar consequências que vão além dos ecossistemas. De acordo com um estudo divulgado no Geophysical Research Letters, a velocidade a que os glaciares estão a derreter está a gerar uma rápida movimentação do próprio eixo da Terra. 

De acordo com os investigadores, o eixo polar sofreu uma alteração na direção em 1995. O mesmo estudo revela ainda que entre 1995 e 2020, o eixo se moveu-se a uma velocidade 17 vezes mais rápida do que no período entre 1981 e 1995. A conclusão, que os cientistas classificam como “muito preocupante”, é que a posição dos polos se alterou em cerca de quatro metros desde 1980. 

O estudo aponta ainda que, até esta altura, se verificavam algumas alterações nos polos, mas que estas aconteciam de forma discreta e que eram apenas motivadas por fenómenos naturais, como a confluência de correntes frias com erupções vulcânicas subaquáticas. O problema agora, apontam, é que o aumento da temperatura global que está a acelerar o processo de erosão dos glaciares também está a influenciar este processo.

“Este fenómeno é um resultado do desequilíbrio da quantidade de água congelada que deixou de estar em terra”, explica Shanshan Deng, o responsável pelo estudo, que aponta ainda que não há já nada a fazer para inverter esta tendência.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT