Na cidade

Regresso de férias com filas intermináveis para a Ponte 25 de abril

Ao final do dia, era visível uma extensa fila de trânsito na A2, no sentido Almada-Lisboa.
Era dia de regresso a casa.

 A zona das portagens da Ponte 25 de abril, conhecida como garrafão, encheu-se de automóveis na tarde de domingo, 30 de agosto, devido ao regresso à margem norte do Tejo, que foi ‘interrompido’ por uma operação da PSP.

Segundo a Lusa, pelas 17 horas, era visível uma extensa fila de trânsito na A2, no sentido Almada-Lisboa, que levou à acumulação de veículos na zona das portagens, devido a uma operação de fim de quinzena da PSP, associada ao regresso das praias da Margem Sul e ao retorno de férias no Alentejo ou Algarve. “Hoje é o fim de um ciclo, no caso, da segunda quinzena de agosto. As pessoas regressam do sul do país, quer do Algarve quer da Costa Vicentina, e verificamos um grande aumento do fluxo de viaturas”, disse à agência o comissário da PSP Dinarte Diniz.

O responsável da PSP observou que “se concentram muitos condutores” na zona das portagens da Ponte 25 de abril, sendo visíveis viaturas com famílias e itens de veraneio, como pranchas de ‘surf’ ou canoas, que atravessavam a ponte seguindo o lento fluxo do tráfego.”O que nós procuramos é que as pessoas procurem reduzir certos comportamentos de risco que possam propiciar a ocorrência de acidentes, e a sinistralidade rodoviária em geral”, disse o comissário.

O agente da PSP acrescentou que, na operação, é verificada “quer a habilitação legal para conduzir, quer o consumo excessivo de álcool”, assim como “a utilização ou não do cinto de segurança” ou “o uso do telemóvel”.

Dinarte Diniz disse que a operação se incluía no “Verão Seguro” da PSP, e que o principal objetivo, além da “parte repressiva e de fiscalização”, foi o de “alertar as pessoas para o cumprimento das normas inerentes da Direção-Geral da Saúde”, no âmbito da pandemia de Covid-19, especialmente nos veículos de serviço de transporte de passageiros.

Ao longo da operação foram visíveis algumas ordens de paragem e contra-ordenação a motociclos, tendo o comissário da PSP também sinalizado à Lusa várias operações ligadas às novas matrículas.

 

 

 

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT