Na cidade

Governo vai ajudar a pagar a luz a todas as famílias durante o confinamento

As ajudas a quem tem tarifa social também vão aumentar. Medida aplica-se ao mês de janeiro e enquanto durar o confinamento geral.
Medidas deverão ser confirmadas até quinta-feira

Com a possibilidade de entrar em confinamento geral prestes a ser anunciada, o Governo e o Presidente da República estarão a preparar um conjunto de medidas que visem um maior apoio social. Numa altura em que o frio tem vindo também a agravar-se e em que é necessário aquecer as casas, poderão surgir apoios no que toca ao pagamento da fatura da luz.

De acordo com informações reveladas esta terça-feira, 12 de janeiro, pelo “Expresso”, que cita fonte do Ministério do Ambiente, deverá ser apresentada uma medida para o pagamento de 10 por cento da fatura da luz a todas as famílias. Este apoio será aplicável ao mês todo de janeiro, desde o dia 1, e poderá estender-se até ao final do confinamento geral.

Na prática, o apoio será a diferença entre a fatura de 2020 e a deste ano, cerca de 10 por cento, num cálculo feito pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos. No total, esta medida deverá custar ao Estado entre 20 e 25 milhões de euros por mês.

Como seria difícil estar neste momento a fazer distinções entre famílias, esta medida deverá aplicar-se à fatura de todas as famílias portuguesas. Ainda assim, quem já tem tarifa social deverá ter um apoio acima de 40%.

No campo energético, as novas medidas do Governo deverão ainda contemplar a fixação do limite do preço de venda ao público do gás de botija, como já tinha acontecido no início da pandemia. Este setor tem tido também um aumento na procura nos últimos dias devido ao frio.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT