Na cidade

Nova greve parcial do Metro de Lisboa provoca caos no trânsito

Esta quinta-feira, cumpre-se o segundo dia de paralisação parcial, sendo esperados os habituais constrangimentos de trânsito.
Trabalhadores em luta.

Se vive ou trabalha em Lisboa, prepare-se: há nova greve do metro. A paragem é parcial, mas os constrangimentos no trânsito costumam fazer notar-se durante todo o dia. Na manhã deste dia 28 de outubro, as estações do Metropolitano de Lisboa estão novamente encerradas, devido ao segundo dia de greve parcial dos seus trabalhadores.

O sindicato do setor indica que a taxa de participação está a ser alta. “À semelhança de terça-feira, primeiro dia de greve parcial dos trabalhadores, a adesão é elevada. As estações estão todas encerradas”, disse à Lusa, citada pelo “DN“, Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS). .

A responsável adiantou também que ainda “não houve qualquer ‘feedback’ por parte da empresa relativamente às exigências dos trabalhadores”. Os funcionários do Metro de Lisboa cumprem esta quinta-feira uma nova greve parcial, entre as cinco da manhã e as 9h30, dado que as negociações salariais com a empresa têm falhado, prevendo-se que o serviço seja retomado a partir das 10h15.

Em causa está o congelamento salarial, o preenchimento imediato do quadro operacional e as progressões na carreira. Os trabalhadores do Metro vão cumprir mais um dia de greve parcial em 2 de novembro; e uma greve de 24 horas no dia 4.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT