Na cidade

Há cães cercados pela lava em La Palma que estão a ser alimentados por drones

As autoridades locais afirmam que ainda não é possível salvá-los, devido ao ar quente da lava.
Não se sabe quando a situação melhorará.

A erupção do vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, já afetou milhares de pessoas, deixando um enorme rastro de destruição por onde a lava já passou. Mas não são só os humanos que estão a ser afetados por esta catástrofe natural. Na região montanhosa de Todoque há cães totalmente cercados por lava, e que apenas estão vivos graças ao esforço de uma equipa que os alimenta e hidrata com o recurso a drones.

Os cães, que se encontram num pátio cercado por muros e cinzas, já estão a ser alimentados há cinco dias por duas empresas locais que, garantem, manterão a missão enquanto as condições climatéricas e de segurança o permitirem. A quantidade e os alimentos que eles recebem é decidida por uma outra equipa de veterinários.

O Conselho de La Palma explica que estes animais ainda não podem ser salvos porque os helicópteros não podem circular naquela área, devido ao ar quente que sai da lava e das cinzas vulcânicas, visto que podem danificar os rotores dos veículos.

Noutra zona de La Palma há ainda um abrigo improvisado para cães que tenham sido abandonados pelos donos durante as fugas provocadas pela erupção do vulcão. Este abrigo localiza-se num recreio escolar.

O Cumbre Vieja entrou em erupção a 19 de setembro e ainda não se sabe quando o fluxo de lava que surge do vulcão parará. A lava já destruiu quase 600 hectares de terra, e formou até uma nova aérea de terreno de 17 hectares na ilha, onde antes existia mar.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT