Na cidade

Há dois novos tubarões para descobrir no aquário central do Oceanário de Lisboa

Os tubarões-de-pontas-brancas-de-recife mudaram-se para a capital portuguesa e já podem ser visitados.
Fotografia de Afonso Abreu.

Vieram do aquário de Gijon e por estes dias já fazem do aquário central do Oceanário de Lisboa a sua nova casa. Falamos dos dois tubarões-de-pontas-brancas-de-recife que já podem ser visitados.

Embora com tubarão no nome, este é um daqueles casos em que a fama é sem proveito. Os tubarões-de-pontas-brancas-de-recife estão longe de serem grandes predadores. Na verdade, são animais bastante pacíficos. A sua chegada ao novo espaço é também uma forma de servirem de embaixadores de uma espécie ameaçada.

Os tubarões-de-pontas-brancas-de-recife habitam águas tropicais e pouco profundas, associados a recifes de coral e podem atingir um comprimento máximo de 2,13m. “A principal ameaça a esta espécie é a sobrepesca pois o seu crescimento lento, maturidade tardia e baixa taxa de natalidade, dificultam a recuperação de declínios populacionais. Mas tal como outras espécies dependentes de recifes, as alterações climáticas que ameaçam os corais são também uma ameaça crescente para estes tubarões”, destaca-se em comunicado.

Esta espécie tem um estatuto de conservação Vulnerável, de acordo com a última avaliação da Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT