Na cidade

Há mais um candidato português a património da UNESCO

Tondela apresentou candidatura para as construções em pedra seca espalhadas pela Serra do Caramulo.
Ficam na Serra do Caramulo.

A zona já foi a mais importante estância sanatorial da Península Ibérica e era um destino obrigatório para o tratamento de doenças pulmonares devido às características milagrosas do seu ar. Agora quer que as construções que se encontram espalhadas pela serra sejam consideradas património da UNESCO.

O município de Tondela levou as pequenas edificações em pedra seca a concurso com um único objetivo: a preservação. Este tipo de técnica é muito comum em todo o País e ganha pontos às restantes por ser ambientalmente mais sustentável. Porém, é mais um ofício em vias de extinção.

Este tipo de construções usa apenas pedras que pesam centenas de quilos. A Serra do Caramulo reúne um espólio carregado desta arte, com muros, casas, casebres e outros tipos de construção. 

Se tudo correr como planeado e entrar para a lista do património cultura imaterial da UNESCO, querem avançar com “uma aplicação que ajuda a mapear as construções”, explica a autarquia à SIC Notícias.

Há 17 nomes portugueses na lista de patrimónios culturais e naturais da Humanidade, numa lista total de 1.199 locais espalhados pelo mundo. Desde 1978, a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) estabelece as diretrizes de proteção e preservação destes locais, considerados de imensa importância devido ao seu valor histórico, arqueológico, natural ou cultural.

 

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT