Na cidade

Honda e: o elétrico citadino que vai mudar a sua vida

O novo modelo da Honda é super tecnológico, tem um design minimalista e uma inspiração retro-futurista.
O elétrico é ideal para um ambiente citadino.

Entre restrições à circulação, quebras no turismo, telescola e teletrabalho, Portugal viveu um ano incomum, com muito menos gente a circular nas cidades. Ainda assim, há vários projetos e novidades planeadas para nos deslocarmos de forma mais sustentável pelo País. 

Além das típicas ciclovias e zonas verdes, uma das grandes melhorias ecológicas está nos veículos elétricos que se têm tornado numa das escolhas mais inteligentes. Eles são movidos por uma energia limpa e sustentável, são mais ecológicos e amigos do ambiente, ajudando a reduzir a pegada de carbono em todo o mundo e com poupanças significativas de utilização e manutenção.

Felizmente, o elétrico está na moda. E o novo Honda e, considerado o Carro do Ano 2021, na Alemanha, foi desenhado para melhorar a sua experiência de mobilidade urbana. O primeiro carro 100% elétrico da Honda é ideal para a cidade e tem um design minimalista, urbano e de inspiração retro-futurista — relembrado outros modelos icónicos da marca. O modelo é também um elemento chave no compromisso da marca em eletrificar todos os seus modelos comercializados na Europa até 2022.

Ainda não está convencido? Pois bem, a NiT dá-lhe oito razões para o convencer de que o Honda e é o melhor carro elétrico para si, para a sua família ou para a sua empresa.

1. Um design moderno e arrojado

Quando estiver a conduzir o Honda e, estará a viajar a bordo do vencedor do prémio Red Dot 2020 em melhor desenho automóvel. O seu estilo compacto é super confortável para todos os passageiros, conferindo-lhe uma performance dinâmica e um prazer de condução instantâneo, divertido e emocionante.

Os tradicionais retrovisores substituídos por câmaras de alta definição e os puxadores completamente integrados na carroçaria garantem ao modelo linhas simples e únicas. A isto acrescentam-se pormenores que apesar de pequenos, fazem toda a diferença – é o caso das luzes LED dianteiras e traseiras e o painel de instrumentos panorâmico, uma verdadeira maravilha da tecnologia. 

2. Perfeito para conduzir na cidade

O Honda e é um verdadeiro automóvel de cidade, com autonomia para mais de 220 quilómetros. Comporta-se lindamente em estradas sinuosas, graças a uma suspensão independente às quatro rodas, tração traseira e direção progressiva com a velocidade. Graças ao seu tamanho e ângulo de viragem, consegue mover-se facilmente nas ruas mais apertadas, e conta ainda com o Honda Parking Pilot, que apoia o condutor quando chega a hora de estacionar em lugares mais complicados.

Além disso, todos os elementos são integrados com a ajuda preciosa da inteligência artificial, denominada IPU (Unidade de Potência Inteligente). Esta permite uma maior eficiência de gastos de energia para preservar e garantir uma maior duração da bateria.

É um verdadeiro automóvel de cidade.

3. Mais segurança 

Outra das características que tornam o Honda e o carro ideal para o seu dia a dia é o seu sistema de apoio à condução, o Honda Sensing. O elétrico inclui três novas tecnologias de segurança, como um sistema que evita a aceleração repentina, uma função de travagem de emergência e um sistema que notifica o condutor quando o carro da frente se começa a mover.

4. Pode dizer adeus ao combustível

A falta de hábito pode levar-nos a imaginar um processo de carregamento de um elétrico muito complicado. No entanto, ele acaba por ser bastante simples. No Honda e tudo depende da bateria. Graças à revolução das baterias de iões de lítio, o carro conta com grande autonomia e um sistema de carregamento rápido de 80 por cento em apenas 30 minutos. E se precisar de o conduzir todos os dias, não se preocupe: pode carregá-lo em casa, durante a noite, utilizando uma tomada normal.

5. O carregamento é fácil e super rápido

O Honda e tem várias opções de carregamento. Nos postos de carga rápida até 100 kW, é capaz de atingir os 80 por cento em apenas 30 minutos. Perfeito, não é? Nos postos públicos de 6.6 kW, como a potência é inferior o tempo de carregamento é ligeiramente superior. Para que possa carregar o seu Honda e em qualquer local, a Honda oferece-lhe o cabo de carregamento Tipo 2.

Chega aos 80% de carga em apenas 30 minutos.

6. Pode poupar nas manutenções

Avançar na mobilidade do futuro tem vantagens que vão além da redução dos impactos ambientais no planeta. Com o Honda e pode diminuir o impacto na poluição, sim, mas também diminuir as suas contas no final de cada mês. Além dos apoios do governo previstos para a compra de carros elétricos, vai conseguir poupar muito nas manutenções do carro, que serão menos frequentes quando comparadas com os carros a combustão.

7. Permite-lhe estar sempre conectado

O 100% elétrico da marca nasceu para acompanhar os novos estilos de vida. Por isso, incorpora um inovador sistema tecnológico de info entretenimento que inclui um painel digital interativo com cinco ecrãs de alta resolução e que ocupam todo o painel. Mas não se preocupe: o sistema de cores foi desenhado para minimizar as possíveis distrações do condutor. 

8. O Honda e é um carro premiado

O Honda e já angariou, no seu curto tempo de vida, vários títulos importantes, incluindo o Melhor Elétrico do Ano pelo Women’s World Car of the Year (WWCOTY). Foi distinguido ainda como Carro do Ano 2021 na Alemanha e recebeu o prémio ECOBEST, como projeto sustentável; e prémio Red Dot 2020, pelo seu design e tecnologia. Destaca-se, claramente, de outros veículos na sua categoria.

Existem duas versões diferentes: o Honda e ou o Honda e Advance. A primeira tem um motor de 100 quilowatts de potência, 136 cavalos, autonomia em cidade para cerca de 313 quilómetros; enquanto o Honda e Advance conta com 113 quilowatts, cerca de 154 cavalos e uma autonomia em cidade para 282 quilómetros.

O Honda e, modelo base, custa 36 mil euros; e o Honda e Advance está à venda por 38.500 euros. Conheça todas as informações sobre este elétrico citadino e descubra o poder de condução do Honda e ao marcar um test-drive.

Este artigo foi escrito em parceria com o Grupo Salvador Caetano.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT