Na cidade

Humanos terem “os mesmos direitos que os animais” é “ridículo”, diz Jane Goodall

Por outro lado, a antropóloga acredita que o encarceramento de outros seres vivos, além das pessoas, é desumano e deve ser travado.
O seu estudo revelou que os chimpanzés e humanos são bastante parecidos.

Jane Goodall é conhecida por muitos como a maior especialista do mundo em chimpanzés, resultado de uma vida passada a estudar estes primatas e, sobretudo, a viver entre eles. Na verdade, durante 60 anos, a britânica nascida em 1934 fez um estudo sobre as interações sociais destes animais no Parque Natural de Gombe Stream, na Tanzânia, e concluiu que são capazes de comportamentos bastante semelhantes aos humanos.

Só que apesar desta proximidade com os chimpanzés, Goodall acha disparatada a ideia de quererem direitos iguais para humanos e animais. “Há quem peça os mesmos direitos para animais e humanos. Isso é ridículo. Mas é importante não esquecer a responsabilidade humana e tentar encontrar uma forma adequada de tratar os animais”, contou a primatologista de 87 anos ao “El País” esta quarta-feira, 19 de janeiro.

Embora não seja apologista da igualdade entre primatas e seres humanos, Jane Goodall acredita que mantê-los encarcerados é uma forma de abuso que não deveria ser permitida.

“Todas as religiões do planeta têm uma norma de ouro: ‘Trata os outros como gostasses que te tratassem a ti’. Devíamos tratar os animais como queremos que nos tratem a nós”, acrescenta.

Durante a conversa com o jornal espanhol, Goodall afirma que a questão dos direitos animais não é algo “preto e branco”.

Acredita que a agricultura intensiva deve ser travada, mas não repentinamente: “Não podemos fechar de um dia para o outro todas as explorações agrícolas de grande escala, mas podemos trabalhar para que as condições de vida dos animais que estão ali melhorem.”

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT