Na cidade

Já fomos ao Wonderland Lisboa: o espírito de Natal não falta — mas leve o certificado

O espaço tem novas atividades, diversões e muita animação: vale a pena a visita. Não esqueça a máscara e a prova de vacinação.
A famosa Roda Gigante (imagens de Nuno Andrade).

Poderá ter sido porque o visitámos logo no primeiro dia, por causa do brilho das iluminações de Natal contra o céu mais cinzento de Lisboa ou pela paragem imposta pela pandemia no ano passado. Mas o certo é que o Wonderland Lisboa nos pareceu mais completo e bonito do que nunca. Certamente mais mágico do que nunca — ainda que com máscaras, direções recomendadas de circulação, certificados e testes — talvez pelo simples facto de estar a acontecer.

O evento em Lisboa ainda é relativamente recente: este é o seu sexto ano e em 2020 não passou de um desfile filmado de Natal. Está a crescer, a apurar e a ganhar dimensão como espaço de referência da quadra na capital. Ou estava, antes da pandemia — e parece querer agora recuperar esse estatuto.

Em 2021, o mundo continua em crise pandémica. Portugal tem uma taxa de vacinação contra a Covid-19 de 98 por cento, mas tem muitos casos diários de infeção por coronavírus. E mais: a abertura do Wonderland coincidiu no calendário com o novo decreto do estado de calamidade e com a entrada em vigor de novas medidas restritivas às atividades que envolvem ajuntamentos. A fórmula certa para muitas dúvidas e para um início mais atribulado.

Às primeiras horas da manhã de dia 1, quarta-feira feriado, foram muitos os lisboetas que se dirigiram ao Parque Eduardo VII para experiências o evento de Natal em primeira mão, mas qual não foi o seu espanto — e também o nosso — ao encontrar tudo fechado. O horário marcado no site era de 10 horas, mas uma visita de última hora da DGS para sinalização atrasou a abertura de portas, explicaram-nos alguns lojistas no local.

A hora esperada de abertura passou a ser 15h, mas afinal acabou por abrir às 12h: o tal começo atribulado, depois do qual a festa arrancou. E a adesão ao longo do primeiro dia foi sendo sempre crescente.

As filas também foram avolumando, sobretudo na parte sul do recinto — ou seja de quem vem e entra pelo lado do Marquês de Pombal. Nada que não se resolva até porque, pelo menos no primeiro dia, subindo um pouco pelas laterais ou entrando pelo topo do Parque Eduardo VII, encontra diversas vias de entrada sem quaisquer filas.

Mas é certo que em 2021 as filas e esperas serão sempre um possibilidade até porque, e esta é uma das alterações de última hora do evento — e uma que, a avaliar pelas redes sociais, mais pessoas procuram ver esclarecida — sim, o Wonderland está parcialmente rodeado por grades, e para entrar tem mesmo de mostrar certificado digital de vacinação ou teste negativo.

Na verdade, segundo a organização, para entrar no gigante “recinto” natural ao ar livre, tanto serve Certificado Digital de Vacinação, como Teste de Covid Negativo, ou comprovativo de já ter tido Covid. Entre testes, servem todos os que estão certificados: rápidos de 48h e PCR de 72h. As crianças até aos 12 anos não precisam de qualquer comprovativo. 

Tal como a NiT atestou no local, mesmo depois de entrar não arrume logo o telemóvel: há algumas diversões em que os funcionários voltam a pedir certificado. O uso de máscara também é pedido e a circulação sinalizada, para as diferentes direções.

Tendo isto presente, é só entrar no espírito de Natal, e ele está lá: nas canções a sair das colunas de som, nas iluminações nas árvores e nas instalações-triângulo para fotos instagramáveis nos relvados. Nas barraquinhas de madeira não faltam os vinhos quentes, os doces, o artesanato, os brinquedos e os gorros.

Ao sexto ano, pelo menos a avaliar pelo primeiro dia, o Wonderland parece ter tudo para passar  um dia ou, pelo menos umas boas horas, em família — e tudo isto com a entrada livre no recinto, ainda que muitas diversões sejam pagas (já lá chegaremos).

Existem muitas coisas para fazer, ver e comprar, tem várias mesas de madeira e pontos onde pode descansar, além dos bancos originais do parque. E tem muitas food trucks com comida variada: de pregos a hambúrguer e pizza, de Pad Thai a doces e farturas.

Entre as diversões e novidades encontra, claro, a famosa Roda Gigante, com as suas vistas incríveis. Mas também um mega trampolim com um Buzz Lightyear a vigiar os alucinantes saltos controlados dos mais novos. Há um chalet do Pai Natal e uma espécie de aldeia-labirinto, cheia de casinhas que os miúdos adoram.

Ainda nas diversões que dão voltas e voltinhas existem vários carrosséis, um comboio que parece circular em gelo falso— e claro, uma séria favorita a avaliar pelas filas: a pista de gelo ecológica.

Entre as cerca de 60 casinhas de madeira, os lojistas vão mostrando entusiasmo crescente: “Para primeiro dia, está a correr bem. A ver se recuperamos o ano em que paramos”, dizia-nos uma responsável esta quarta-feira.

Em 2020, não houve Wonderland Lisboa — apenas uma parada simbólica para assinalar a quadra. Mas, este ano, a feira natalícia que ocupa um dos maiores parques da capital fica por lá até 2 de janeiro.

A entrada é gratuita, porém, algumas diversões são pagas. Os preços começam nos 3,5€ e há pacotes que podem compensar, como pode espreitar aqui:

A Roda Gigante é a diversão mais cara: 5€ para levar os visitantes a 30 metros do chão com uma vista magnífica sobre o parque e a zona central da cidade.

Para os mais pequenos, a visita à aldeia do Pai Natal é um clássico. E, neste caso, o acesso é gratuito. Depois de contarem os seus desejos de presentes ao velhinho das barbas brancas, os miúdos podem frequentar os workshops e as atividades do Espaço Kids, também grátis.

Os horários da festa

Também já são conhecidos os tempos de funcionamento do parque de Natal de Lisboa, para que possa planear a sua visita. De segunda a quinta-feira está aberto entre as 12 às 21 horas. Às sextas-feiras e véspera do feriado de 7 de dezembro, o horário será das 12 à meia-noite.

Aos sábados, o parque pode ser visitado entre as 10 e a meia-noite. E aos domingos e feriados, entre as 10 e as 22 horas. Nos dias 24 e 31 de dezembro, estará aberto das 10 às 16 horas. Finalmente, nos dias 25 de dezembro e 1 de janeiro, o Wonderland Lisboa funciona das 16 até à meia-noite.

Carregue na galeria para saber o que pode esperar neste Wonderland Lisboa, que fica pelo Parque Eduardo VII até dia 2 de janeiro de 2022.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT