Na cidade

Já nevou na Serra da Estrela — e há avisos amarelos de neve e gelo

Segundo o IPMA, são esperados "aguaceiros de neve" acima de 1400/1600 metros, com impactos prováveis como algumas perturbações.
Imagem ilustrativa.

Costuma dizer-se que já não há meia estação, e o outono de 2021 parece comprovar a teoria. Este ano, a transição do tempo quente e soalheiro para a chuva e muito frio deu-se em dias — primeiro, com um último fim de semana de outubro marcado por muita precipitação e agora com um início de novembro a registar a primeira neve da estação.

Tal como tinha sido previsto pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), uma descida abrupta das temperaturas mínimas, sobretudo nos pontos mais altos do País, permitiu a primeira queda de neve, na noite desta terça-feira, em alguns locais da Serra da Estrela. A informação já foi confirmada pelo IPMA ao “Observador” e começa também a surgir em algumas partilhas nas redes sociais, de residentes na região.

Mas há mais: para esta quarta-feira, 3 de novembro, o instituto colocou mesmo os distritos de Guarda e Castelo Branco em aviso amarelo devido à queda de neve. Segundo o IPMA, são esperados “aguaceiros de neve” acima de 1400/1600 metros, com impactos prováveis como a perturbação causada por queda de neve e formação de gelo (vias condicionadas ou interditas, danos em estruturas ou árvores devido à acumulação de neve, abastecimentos locais prejudicados).

No resto do território, esperam-se dias de céu pouco nublado ou limpo mas com muito frio: as temperaturas mínimas em todo o País andarão entre os zero e os 10 graus.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT