Na cidade

Já pode alugar a sua árvore de Natal solidária: o Pinheiro Bombeiro está de volta

Poderá ter uma planta verdadeira em casa, ajudar o ambiente e ainda apoiar as corporações que combatem os incêndios.
Cheirinho a pinheiro verdadeiro.

Quem nasceu antes dos anos 90, sabe que o hábito de comprar pinheiros de Natal de plástico é relativamente recente em Portugal. O ritual a que nos habituamos nos últimos anos — o de ir ao armário ou arrecadação buscar a caixa com a árvore, montá-la no arranque da quadra, desmontá-la em janeiro para a guardar novamente — simplesmente não existia.

Para muitas famílias, a regra era outra: compravam um pinheiro verdadeiro num mercado ou feira. Era levado para casa, decorado e durante umas semanas sentia-se um cheiro único e característico — que, para tantos, ficou para sempre associado à própria época festiva. O Pinheiro Bombeiro, uma iniciativa de cariz social, quer retomar essa tradição — mas de uma forma mais sustentável, amiga do ambiente e solidária.

A iniciativa nasceu em 2017 no rescaldo de um incêndio que marcou o País. O projeto contribui para a limpeza das matas através do aluguer de plantas verdadeiras e também apoia os bombeiros voluntários. As várias corporações espalhadas pelo território nacional recebem uma parte das receitas, e também estará a ajudar o ambiente, já que estas árvores seriam sempre cortadas para limpar terrenos e prevenir incêndios. Depois do Natal serão usadas para produzir biomassa.

Os pinheiros já estão disponíveis para encomenda, mas este ano chegam acompanhados de enfeites de madeira sustentáveis e personalizáveis que podem ser comprados em simultâneo. O processo é muito simples: só tem de ir ao site da iniciativa e fazer o pagamento online. Cada Pinheiro Bombeiro, com cerca de 1,80 metros de altura, custa 30€ e, à semelhança das últimas edições, por cada árvore alugada, 5€ revertem para a compra de material profissional destinado aos bombeiros voluntários. 

Se quiser receber o seu pinheiro entregue em casa, terá de acrescentar 17€ ao valor a pagar, sendo que este  serviço só está disponível na Grande Lisboa e no Porto. Também pode reservar o seu pinheiro e depois pode ir buscá-lo a um dos pontos de recolha identificados no site. 

Depois do Natal poderá ser entregue nos ecopontos de resíduos verdes e será transformado em biomassa. Se preferir também poderá usá-lo como lenha, contribuindo assim para uma economia circular e para a diminuição da produção de lixo.

Como já é habitual, a iniciativa Pinheiro Bombeiro terá também um Mercado de Natal que será inaugurado no dia 18 de novembro, sexta-feira, no Hub Criativo do Beato (em Lisboa). Vai estar aberto até 18 de dezembro, entre as 16 e as 20 horas de quarta a sexta-feira, com abertura às 10 horas aos fins de semana e feriados. Se preferir, também pode alugar as árvores no local.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT