Na cidade

Deixe as peças de roupa que já não usa no Metro de Lisboa para que ganhem uma nova vida

A campanha de recolha de têxteis arranca esta segunda-feira, 21 de novembro. O vestuário usado será transformado ou reutilizado.
A roupa vai ganhar uma nova vida.

“A nova tendência é reciclar”, diz o Metropolitano de Lisboa, que está a promover a necessidade de reutilização junto dos seus utilizadores. A iniciativa acontece no âmbito da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, que se assinala entre 19 a 27 de novembro. A indústria têxtil é um dos setores mais poluentes do mundo: cada vez que é fabricada uma peça de roupa, esta tem um impacto elevado no uso do solo, poluição da água e nas emissões de gases com efeito de estufa.

Para ajudar a diminuir as consequências negativas desta indústria, o Metropolitana de Lisboa juntou-se à To Be Green, uma startup que atua na área da economia circular, e lançou uma campanha de recolha de têxteis. A partir desta segunda-feira, 21 de novembro e até 23 de dezembro, é possível deixar roupas antigas (como camisas, T-shirts, camisolas e calças) nos espaços cliente do Campo Grande e Marquês de Pombal, nos contentores próprios para o efeito.

As peças serão posteriormente recolhidas pela empresa To Be Green, que lhes dará uma nova vida. Se a roupa recolhida entregue estiver em boas condições, será encaminhada para reutilização através da loja da start up. Já as restantes peças, serão transformadas em ecobags (sacos de pano) que o Metro devolverá à comunidade.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT