Na cidade

Já pode percorrer os 4 novos trilhos pedestres que mostram os encantos de Penafiel

Têm uma extensão de 45 quilómetros e atravessam nove freguesias. Têm diferentes níveis de dificuldade.
O Miradouro das Bonecas. Foto: CM Penafiel.

Rico em paisagens naturais e um território cheio de história: assim é Penafiel. E agora já é possível conhecer os pontos mais bonitos do concelho através dos quatro trilhos pedestre que foram apresentados a 23 de setembro.

Com uma extensão total de 45 quilómetros, os percursos estendem-se por nove freguesias e passam por vários pontos de interesse, como o rio Tâmega, a aldeia preservada de Quintandona, a Serra da Boneca, o Douro ou os Moinhos de Capela e Cabroelo. “Penafiel é um concelho com paisagens naturais deslumbrante e, durante o período da pandemia, percebemos que eram cada vez mais exploradas. Assim, surgiu a ideia dos trilhos para valorizar toda a diversidade da região e oferecer a todos os que nos visitam uma experiência na natureza”, revela à NiT o vice-presidente da autarquia, Pedro Cepeda.

São quatro trilhos, com níveis de dificuldade diferentes, desde fácil a difícil. Desta forma, tanto há percursos “direcionados para famílias” como para “pessoas com mais experiência”. Apesar de terem sido apresentados recentemente, os percursos foram implementados no verão e, de acordo com o vice-presidente, foram percorridos por milhares de pessoas nos últimos meses. “Os nossos trilhos estão muito baseados na preservação da natureza. Evitámos ao máximo criar passadiços porque, além dos custos elevados, são intrusivos na natureza. Estes são caminhos que já existiam, todo o percurso é feito num estado quase puro e só pontualmente é que foi necessário criar alguns passadiços ou cordas para ajudar nas partes mais íngremes”, explica.

Com este projeto, que custou ao município cerca de 75 mil euros, a Câmara quis valorizar as zonas mais rurais do concelho, de forma a incentivar o turismo em todo o território. Os trilhos estão devidamente sinalizados e, no início de cada percurso, existe um painel informativo com todos os detalhes. Este é o primeiro pacote de trilhos do concelho, mas a ideia é criar outros ao longo dos próximos anos.

O trilho “A Boneca, o Baloiço e o Douro”

É um percurso circular, inserido na freguesia de Sebolido, que se estende ao longo de nove quilómetros e é de dificuldade moderada. Ao longo das cerca de 2h50, os visitantes irão acompanhar a margem do rio Douro e subir a encosta da Serra da Boneca, onde existe um miradouro e um baloiço panorâmico, onde é possível tirar fotografias e guardar “memórias para a vida”. Até ao baloiço, o percurso define-se como moderado. Após o baloiço, o trilho continua até ao planalto da serra, com piso irregular, pelo que é de dificuldade elevada. 

O trilho “Via Panorâmica do Tâmega”

Tal como o nome indica, neste percurso linear terá a companhia do magnífico rio Tâmega. Tem início alternativo entre a Fluvina de Entre-os-rios e o Largo da Igreja de S. Pedro de Abragão, e é o maior de todos.

Ao longo da rota, que tem uma extensão de 16 quilómetros e é de dificuldade moderada, irá passar por vinhas, a praia fluvial de Boelhe, a Capela de S. Miguel dos Passinhos, o parque fluvial de Luzim, a Mata biodiversa da Cachada e a Igreja românica de S. Pedro de Abragão. O percurso leva cerca de 5h40 a percorrer e termina na freguesia de Abragão, onde existe um centro interpretativo que também pode visitar.

O trilho “Quintandona – Terra de Mil Cores, Festas e Sabores”

Inserido na freguesia de Lagares e Figueira, este é um trilho circular, com uma extensão de 10,4 quilómetros, de dificuldade fácil, que leva 3h20 a percorrer. O ponto de partida é a aldeia de Quintandona, com a sua arquitetura típica que chama logo a atenção. Depois, irão entrar num pequeno bosque biodiverso, num ponto conhecido por “parque de campismo”, onde existe imensa flora e fauna, tanto selvagem como rural.

De acordo com o vice-presidente, este trilho é muito ligado aos recursos naturais e é possível encontrar lavadouros tradicionais, pequenas capelas, cascatas e, no ponto mais alto do percurso, o baloiço e miradouro da Pegadinha.

O trilho “Moinhos de Capela a Moinhos de Cabroelo”

Com uma extensão de 8,3 quilómetros, este trilho circular é de dificuldade moderada e pode ser percorrido em 2h40. Está inserido na freguesia de Capela e o ponto de partida é o parque de merendas, onde se dá os primeiros passos em direção aos campos que revelam o caráter laboral das gentes da freguesia. O percurso acompanha campos rurais e passa por um conjunto de moinhos com várias funções.

Carregue na galeria para conhecer os novos trilhos de Penafiel.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT