Na cidade

Jardins do Bombarda abrem este fim de semana e com atividades para toda a família

O polo cultural acolhe vários espaços sociais e de trabalho. É ideal para momentos didáticos e divertidos junto dos miúdos.
Com muitas atividades para todos.

Quando o Hospital Miguel Bombarda fechou, em 2011, o edifício foi recuperado para acolher apartamentos de arrendamento acessível e espaços multifunções. No início do ano foram iniciadas discussões para que várias entidades do campo artístico e social pudessem ocupar o espaço para desenvolver várias atividades. Chama-se Jardins do Bombarda e é o novo Centro Cultural e Comunitário em Lisboa, a ser inaugurado este sábado, 15 de junho. 

Ocupando cerca de 6300 metros quadrados de área, o polo acolhe espaços sociais e de trabalho. Destacam-se salas de espetáculo, uma zona para residências artísticas, ateliers, um bar e restaurante, assim como os jardins que dão o nome ao local no coração da capital.

Durante este fim de semana (15 e 16 de junho), há momentos para as famílias no Espaço Criação e Comunidade, com workshops de artistas residentes e outros convidados.

O sábado (15) conta com as sessões “Os insetos do Jardim”, com Andreia Slavessa, e “Ilusões Abstratas”, de Carla Lopes. Segue-se uma sessão de histórias, com Elsa Serra, e a apresentação do livro “Coisas de Loucos”, com Catarina Gomes. A partir das 17h30 é hora para sessões de leituras. Estão programadas também visitas guiadas a instalações ainda por construir, com ações de placemaking — vai poder ajudar a criar algo. 

A 16 de junho, o dia começa com um atelier de pintura com tinta em spray.  Há também um workshop de dança programado para as famílias e outro chamado “Nadar ou voar — animais coloridos”. Durante a tarde, existe uma conversa sobre o “Passado, presente e futuro do Bombarda”. Nela participarão a arquiteta Ana Jara e outros convidados como Ruy de Carvalho da Sociedade Portuguesa de Arte Terapia e Tiago Saraiva, do Largo Residências. Essa iniciativa pretende abordar a preservação e história do antigo hospital psiquiátrico. 

No fim do dia há um concerto musical com influências do Afeganistão, Cabo Verde, Ucrânia e Portugal. O momento é entregue ao projeto Home Ensemble, um projeto da Residências Refúgio. 

As portas abrem às 10h30 em ambos os dias e a entrada nos jardins é gratuita.  

Áudio deste artigo

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT